sexta-feira, 24 de abril de 2009

Rio envia seis novos projetos para o Pronasci

RIO - A Secretaria estadual de Segurança Pública enviou, nesta semana, ao Programa Nacional de Segurança Pública e Cidadania (Pronasci) seis novos projetos de repressão e prevenção à violência. Se todos forem aprovados, o Rio vai receber da União R$ 47.682.273,49. Os que têm maior custo são a implantação de identificadores biométricos de armas nos batalhões da Polícia Militar (R$ 21.814.386,56) e a compra de um helicóptero blindado para a PM (R$ 12.069.719,05). O prazo para a entrega de projetos termina no dia 30.

A implementação de cursos para ensinar policiais militares a atuarem como agentes comunitários, agindo como pacificadores, custará R$ 7.423.000. Já a implantação do Centro de Inteligência para a Escola de Inteligência de Segurança Pública está orçada em R$ 2.566.463,88.Pelos planos da secretaria, a aquisição de um sistema simulador de tiros custará R$ 2.307.780. A compra de equipamentos para modernização do Hospital central da Polícia Militar, R$ 1.500.924.

O item mais caro do pacote é a implantação dos identificadores biométricos para controle de entrada e saída de armas nos batalhões da PM.


Fonte: JORNAL O GLOBO em 24 de Abril de 2009, às 12:17h.