quarta-feira, 20 de maio de 2009

Ministro Tarso Genro defende atuação integrada

Declaração foi feita em lançamento do programa Território de Paz, no Benedito Bentes.

O Projeto Território de Paz foi lançado na manhã desta terça-feira (19), no Benedito Bentes, numa parceria entre o governo federal, Estado e prefeitura de Maceió, por meio do Programa Nacional de Segurança e Cidadania (Pronasci). O ministro da Justiça, Tarso Genro, compareceu ao lançamento oficial do programa, junto com o governador Teotonio Vilela Filho, autoridades civis e militares e lideranças comunitárias da região. O Território de Paz desenvolverá na região do Benedito Bentes ações de segurança e de cidadania nas regiões afetadas por problemas socioeconômicos e culturais que ocasionam o aumento do índice de violência.

Segundo o ministro Tarso Genro, é ilusório achar que segurança pública só é feita com o trabalho ostensivo desenvolvido pelos policiais. “O trabalho desenvolvido pela Polícia Militar e Polícia Civil é bastante importante, mais eles sozinhos não vão consertar, anular ou sufocar as fontes da criminalidade; por isso há essa necessidade de integrar também a comunidade”, afirmou.

“O policial instruído pelo Pronasci não é aquele que entra na comunidade, agride e vai embora; é um policial treinado, que recebe Bolsa Formação, que conhece e se integra à comunidade, reduzindo assim o índice de violência. Os jovens se envolvem com a criminalidade por não terem o que fazer, por estarem ociosos; então não adianta entregá-los à polícia”, disse, acrescentando que os jovens devem ser recuperados e reintegrados ao convívio em comunidade. “Jovem não é caso de polícia, e sim de resgate”, comentou.

Fonte: Agência Alagoas