sexta-feira, 31 de julho de 2009

PRONASCI - BOLSA FORMAÇÃO - Ministério quer alterar teto do benefício

"O ministro Tarso Genro decidiu ampliar a distribuição de bolsas-formação de R$ 400,00 reais a policiais civis e militares. Em proposta encaminhada ao Ministério do Planejamento. Tarso Genro sugere o pagamento da bolsa para policiais que recebem salários acima de R$ 1.700,00 por mês, teto usado até agora para pagamanto do benefício.

Caso o vencimento do policial seja acima desse valor, ele só terá direito à bolsa se estiver inscrito em programa de policiamento comunitário ou em projetos certificados pelo PRONASCI -Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania."

Fonte: Blog Cordel da Bola de Fogo

Gripe suína: Corpo de Bombeiros distribuirá remédios

RIO - No Rio, os pacientes com diagnóstico de gripe suína vão retirar os medicamentos de combate ao vírus H1N1 nos quartéis dos bombeiros. Nesta sexta-feira, o secretário de Saúde e Defesa Civil, Sérgio Côrtes, anuncia o plano preparado pelo Estado para distribuição do oseltamivir, remédio produzido pela Fiocruz que é similar ao Tamiflu, considerado referência no tratamento da nova gripe.

De acordo com a secretaria, os kits de tratamento ficarão em polos de distribuição que vão funcionar em 42 quartéis do Corpo de Bombeiros em cidades do interior fluminense e mais 15 polos no município do Rio. A secretaria informa que, ainda hoje, os medicamentos começam a ser enviados para os pontos de distribuição. Para retirar o remédio, o paciente deverá apresentar um formulário preenchido pelo médico. Não bastará apenas a receita.

A Fiocruz entregou, nesta quinta, ao Ministério da Saúde o primeiro lote de oseltamivir, com 150 mil tratamentos da gripe suína, e hoje envia mais 60 mil para serem distribuídos por todo o Brasil. Segundo o diretor do Complexo Tecnológico de Medicamentos de Farmanguinhos, Hayne Felipe da Silva, a Secretaria estadual de Saúde do Rio receberá cinco mil tratamentos deste lote.

Fonte: Jornal Extra

quinta-feira, 30 de julho de 2009

Deputado Paes de Lira defende a PEC 300 na Voz do Brasil

Confiram:



Fonte: deputadopaesdelira.blogspot.com

PRONASCI - MINISTÉRIO QUER MUDAR TETO DO BENEFÍCIO

O ministro Tarso Genro decidiu ampliar a distribuição de boldas-formação de R$ 400,00 reais a policiais civis e militares. Em proposta encaminhada ao Ministério do Planejamento. Tarso Genro sugere o pagamento da bolsa para policiais que recebem salários acima de R$ 1.700,00 por mês, teto usado até agora para pagamanto do benefício.

Caso o vencimento do policial seja acima desse valor, ele só terá direito à bolsa se estiver inscrito em programa de policiamento comunitário ou em projetos certificados pelo PRONASCI -Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania.

Fonte: Jornal Extra, Colaborador Sgt BM Santos Filho, Lobo do Mar

quarta-feira, 29 de julho de 2009

Rede bancária poderá financiar imóveis para quem tem renda de até 3 mínimos

BRASÍLIA - O Conselho Monetário Nacional (CMN) autorizou a rede bancária em geral a participar do financiamento de subprograma habitacional do "Minha Casa Minha Vida", que terá subsídios da ordem de R$ 1 bilhão bancados pela União.

Segundo Jeferson Bittencourt, chefe da Assessoria Econômica do Tesouro Nacional, trata-se da parte do programa que financiará a construção de imóveis para mutuários com até três salários mínimos de renda, e cooperativas habitacionais em municípios com até 50 mil habitantes.

Ainda não está definido que tipo de imóvel poderá receber os recursos, mas, do lado do CMN, a função é definir quais instituições financeiras poderão se candidatar a fazer o financiamento e receber a subvenção do governo.

Bittencourt disse que está sendo formatado o modelo da oferta, mas a tendência é de que a seleção será feita em leilão, de acordo com a menor taxa de serviço oferecida por cada banco.

Fonte: ultimosegundo.ig.com.br

terça-feira, 28 de julho de 2009

PEC 300: Major Fábio quer apoio de Lula

Major Fábio disputa espaço na agenda de Lula para conquistar apoio à PEC 300

Entre as autoridades que aguardam a chegada do presidente Lula no aeroporto João Suassuna, está também o deputado federal Major Fábio (DEM), que em tom de protesto pretende conversar com o presidente para garantir apoio a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 300.

A PEC 300 propõe equiparar os vencimentos das Policias Militares e Bombeiros Militares de todas as unidades da federação com os praticados hoje pelo Distrito Federal.

A PEC estabelece que a remuneração dos Policiais Militares dos estados não poderá ser inferior à da Policia Militar do Distrito Federal, aplicando-se também aos integrantes do Corpo de Bombeiros Militar e inativos. Altera a Constituição Federal de 1988.

O deputado Major Fábio destacou a relevância do movimento “É muito importante o debate da PEC 300, já que atende diretamente cerca de 700 mil pessoas entre policiais militares, bombeiros militares, ativos e inativos em todo o Brasil que estão mobilizadas acompanhando a sua tramitação, por isso aguardamos com expectativa o desembarque do presidente na Paraíba, com o intuito de cobrar apoio à proposta que irá beneficiar milhares de brasileiros que cuidam da segurança pública do país.

Fonte: www.pbagora.com.br

Rio: policial tem que ganhar mais

Dignidade salarial aos profissionais de segurança pública é o primeiro dos sete princípios que os representantes do estado do Rio de Janeiro vão defender em Brasília na 1ª Conferência Nacional de Segurança Pública (Conseg), de 27 a 30 de agosto.

Não é por menos: um soldado da Polícia Militar do Rio de Janeiro recebe em média cerca de R$1.000 brutos, um dos piores salários do setor no país. Eles ganham menos que outros policiais militares do Brasil e também que os policiais civis, o que gera tensão entre as polícias estaduais.

Uma das diretrizes pede a criação de um piso salarial nacional e de aposentadoria especial a profissionais de segurança pública; outra pede melhores condições de trabalho, pagamento de hora extra e equipamentos de trabalho e proteção pessoal modernos. Participaram do encontro policiais civis, militares e federais, agentes penitenciários, guardas municipais, bombeiros, membros da sociedade civil, pesquisadores e gestores de segurança.

Além da remuneração digna, os participantes do Rio incluíram nos princípios a promoção da educação; a garantia dos direitos humanos e a valorização da vida; o papel da segurança pública na prevenção de conflitos; a valorização da família; a preservação da segurança humana visando à implementação de uma cultura de paz; e a priorização de um modelo de natureza civil na política de segurança pública.

Entre as 21 diretrizes, há propostas reestruturantes, como a independência funcional, administrativa e financeira das instituições policiais, a desmilitarização das polícias e a redefinição das guardas municipais e seus papéis. Os representantes também destacaram a importância da participação da sociedade civil no diagnóstico, planejamento, execução, avaliação e deliberação da segurança pública.

Dos 700 participantes da etapa estadual, 160 se candidataram a participar da conferência nacional e 90 foram eleitos representantes da comitiva fluminense. Outras 13 vagas do Rio serão preenchidas por gestores de segurança e autoridades governamentais, entre eles o secretário de Estado de Segurança do Rio de Janeiro, José Mariano Beltrame; o chefe de Polícia Civil, delegado Allan Turnowski e o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Mário Sérgio Duarte.


CONFERÊNCIA NACIONAL DE SEGURANÇA PÚBLICA - CONSEG

Convocada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva em dezembro de 2008, a 1ª Conseg reúne, pela primeira vez, representantes dos trabalhadores da área, da sociedade civil e do poder público para discutir o tema e propor soluções. O objetivo central é criar “princípios e diretrizes” de uma política nacional de segurança pública.

Entre abril e maio, foram realizadas as conferências municipais em todas as regiões do país. Desde junho estão ocorrendo as etapas estaduais, que se encerram neste mês. Além disso, existem formas alternativas de participação, como as conferências livres e a virtual, que promove discussões por meio do site www.conseg.gov.br.

A Conferência

* O que é

A 1ª Conferência Nacional de Segurança Pública tem como objetivo geral definir princípios e diretrizes orientadores da política nacional de segurança pública. Pela primeira vez na história do Brasil, isso será definido em conjunto pela sociedade civil, pelos trabalhadores da área e pelo poder público. Como toda Conferência Nacional, foi convocada por decreto presidencial.

* Como funciona

A 1ª Conseg é um processo que inclui etapas preparatórias – encaminham propostas para a etapa nacional ou incentivam o debate sobre o tema – e eletivas – além de enviar propostas, elegem representantes com direito a voz e voto na Conferência Nacional. Todas as contribuições reunidas ao longo desse processo serão sistematizadas e transformadas em um relatório, que será votado na etapa nacional, marcada para 27 a 30 de agosto, em Brasília.

* Etapas preparatórias

- Conferências livres: organizadas por qualquer grupo de pessoas ou entidade. Amplia a participação para os mais diversos segmentos sociais, que podem organizar as suas próprias conferências e enviar suas contribuições para a etapa nacional da 1ª Conseg.

- Conferência virtual: realizada por meio do site www.conseg.gov.br, com realização de bate-papos e fóruns de discussões.

- Seminários temáticos: eventos que incentivam o debate sobre temas específicos, como “O papel da mídia na segurança pública” e, ao final, encaminham propostas para a Conferência Nacional.

- Conferências municipais preparatórias: quando o município tem menos de 200 mil eleitores e não faz parte do Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci), não elege representantes, mas pode contribuir com propostas.

- Projetos especiais: incentiva o debate sobre o tema por meio de festival de música, mostra de vídeo, prêmio nacional de monografia, concurso de desenho e semana de mobilização nas escolas.

* Etapas eletivas

- Conferências municipais eletivas: realizadas nos municípios com mais de 200 mil eleitores ou parceiros do Pronasci. Ocorreram entre abril e maio deste ano. Cada município elegeu um representante para a etapa estadual (um guarda municipal) e dois para a etapa nacional (um da prefeitura, indicado pela poder público local, e um da sociedade civil).

- Conferências estaduais: ocorrem entre junho e julho. Também aprovam propostas, que são enviadas para a etapa nacional, e elegem representantes.

- Conferência nacional: É o ponto culminante de todos os debates realizados desde dezembro de 2008. Mais de 2 mil pessoas participarão da etapa nacional, que ocorre em agosto, em Brasília. A composição das etapas eletivas é a mesma em todos os níveis (municipal, estadual e nacional): 40% dos participantes são da sociedade civil, 30% são trabalhadores da segurança pública e 30% representantes do poder

público.

* Qual será o resultado?

Os “princípios e diretrizes” aprovados na 1ª Conseg, por todos os segmentos da sociedade, vão nortear a criação de políticas públicas na área de segurança em todas as esferas – federal, estadual e municipal. O objetivo é que se construa, a partir do que for definido na Conferência, uma política de Estado, e não mais de governo.

Ações que sejam planejadas a longo prazo e construídas com a participação da sociedade civil e dos trabalhadores da área.

Fonte: www.faxaju.com.br

AL vai discutir a PEC 300 que beneficia Polícias e Bombeiros Militares

A Assembleia Legislativa da Paraíba vai realizar sessão especial para discutir a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) de nº 300 que propõe equiparar os vencimentos das Polícias Militares e Bombeiros Militares de todas as unidades da federação com os praticados hoje pelo Distrito Federal, e agilizar a tramitação da matéria no Congresso Nacional.

O deputado estadual Romero Rodrigues apresentou requerimento propondo a sessão do Poder Legislativo estadual, entendendo e destacando a sua importância para o contexto da sociedade e a importância das Polícias Militares e Bombeiros Militares na prestação de relevante serviço à sociedade.

O parlamentar solicita que a Casa convide para a Sessão o deputado federal Arnaldo Faria de Sá, autor da PEC, o secretário de Segurança da Paraíba, o comandante da Polícia Militar, o comandante do Corpo de Bombeiros e outros setores interessados no assunto para uma ampla discussão sobre tão importante assunto.

Sugere que, após a reunião a Casa envie aprove e envie ofícios a todos os senhores deputados federais e senadores solicitando que apóiem a PEC que estão tramitando no Congresso Nacional.

Segundo Romero, a matéria se justifica pela importância e oportunidade do Poder Legislativo paraibano em discutir, apoiar e se solidarizar com a aprovação do requerimento de Romero, a Assembleia Legislativa encaminhará documento assinado por todos os deputados requerendo a todos os senhores deputados federais e senadores solicitando que apóiem e votem a favor da PEC de nº 300. A matéria estabelece que a remuneração dos Policiais Militares dos estados não poderá ser inferior à da Policia Militar do Distrito Federal, aplicando-se também aos integrantes do Corpo de Bombeiros Militar e inativos. Altera a Constituição Federal de 1988.

Fonte: www.paraiba.com.br

segunda-feira, 27 de julho de 2009

Comandante da PM vai cobrar estudo para promover policial

O comandante da PM, coronel Mário Sérgio Duarte, quer modificar e apertar os critérios de promoção dos policiais para forçar a qualificação da tropa. O maior alvo do projeto é a conquista automática de patentes apenas por tempo de serviço, há mais de 20 anos em vigor para cabos, sargentos e subtenentes.

"O policial tem que investir em conhecimento. Não pode ficar de braços cruzados. Hoje, para ir de soldado a cabo, por exemplo, basta esperar oito anos. É automático. Pelo projeto que está em estudo, queremos que passe para 12 anos. Assim ele vai voltar a estudar se quiser ascender mais rápido", compara o comandante.

Mário Sérgio sabe que, para seguir adiante, dependerá de aprovação do secretário de Segurança, José Mariano Beltrame, e do governador Sérgio Cabral, que receberão o projeto ainda este ano.

Policiais considerados 'preguiçosos' também estão na mira do comandante-geral, Mário Sérgio Duarte. Para isso, serão reavaliados todos os atestados médicos da corporação."O estado não pode continuar pagando salários para oficiais e praças que não tenham o foco na profissão", adverte o comandante-geral.

Fonte: Jornal O Dia

- Estas são as propostas daqueles que estão no Comando: Direitos Perdidos, Deveres Estendidos

sábado, 25 de julho de 2009

PEC 300 - Major Fábio comemora sucesso da Marcha em Campina Grande

Discurso acalourado do Nobre Deputado Major Fábio, vale a pena conferir:

Romero solicita apoio da Assembleia a PEC 300 para beneficiar militares

O deputado estadual Romero Rodrigues (PSDB) apresentou propositura na Assembleia Legislativa solicitando da Casa “Epitácio Pessoa” mobilizar todos os deputados federais e senadores para aprovar a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) de nº 300 que propõe equiparar os vencimentos das Policias Militares e Bombeiros Militares de todas as unidades da federação com os praticados hoje pelo Distrito Federal, solicitando a sua aprovação no Congresso Nacional.

Com a aprovação do requerimento de Romero, a Assembleia Legislativa encaminhará documento assinado por todos os deputados requerendo a todos os senhores deputados federais e senadores solicitando que apóiem e votem a favor da PEC de nº 300. A matéria estabelece que a remuneração dos Policiais Militares dos estados não poderá ser inferior à da Policia Militar do Distrito Federal, aplicando-se também aos integrantes do Corpo de Bombeiros Militar e inativos. Altera a Constituição Federal de 1988.

A Lei, em seu Artigo 1º - o § 9º do artigo 144 da Constituição Federal passará a vigorar com a seguinte redação:

“§ 9º - a remuneração dos servidores policiais integrantes dos órgãos relacionados neste artigo será fixada na forma do = 4º do artigo 39, sendo que a das polícias militares dos estados, não poderá ser inferior a da polícia militar do distrito federal, aplicando-se também o corpo de bombeiro militar desse distrito federal, no que couber, extensiva aos inativos”.

Artigo 2º - esta emenda entra em vigor cento e oitenta dias subseqüentes ao da promulgação. ”

Tabela de vencimentos do distrito federal / ref. Ano 2008:

Coronel R$ 15.355,85

Ten Coronel R$ 14.638,73

Major R$ 12.798,35

Capitão R$ 10.679.82

2º Tenente R$ 9.283,56

1º Tenente R$ 8.714,97

Aspirante R$ 7.499,80

Sub Tenente R$ 7.608,33

1º Sargento R$ 6.784,23

2º Sargento R$ 5.776,36

3º Sargento R$ 5.257,85

Cabo R$ 4.402,17

Soldado R$ 4.129,73



Fonte: www.snn.com.br

domingo, 19 de julho de 2009

Artigo do Ministro Tarso Genro sobre o PRONASCI

A única saída, por Tarso Genro

O paradigma da segurança pública no Brasil está em franco processo de mudança. É um trabalho lento, difícil, que se choca – em regra – com a visão simplificadora e imediatista, ainda predominante, de que a segurança pública é exclusivamente uma questão policial.

A insegurança, nos dias de hoje, deixou de ser apenas a crise de uma política pública pontual do Estado, e passou a ser uma questão chave do Estado de Direito, central para a democracia e para a república. O Pronasci – Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania, nasceu dessa compreensão. Envolve 108 municípios, incluindo grandes regiões metropolitanas e 21 Estados, mais Distrito Federal, sem qualquer “escolha” ideológica ou partidária. Os critérios para a adesão partiram de estatísticas sobre a criminalidade nas regiões e a capacidade de formular projetos e executá-los.

A lei que criou o Pronasci inverteu aquele processo tradicional, pelo qual os Estados demandavam especialmente armas, coletes, munição e veículos, sem sustentar os seus pedidos numa visão sistêmica das questões de segurança pública. A repressão era suficiente.

A União Federal propôs, então, a partir da Lei 11.530/07, um leque de projetos, que vai de políticas preventivas, como as “Mulheres da Paz” e o “Protejo”, ao treinamento e à formação das polícias; passa pela reorganização da Força Nacional, determina a integração da Polícia Federal e da Polícia Rodoviária Federal aos Gabinetes de Gestão Integrada de Segurança Pública, municipais e estaduais.

O resultado começou a aparecer: no bairro Santa Marta, no Rio de Janeiro, uma pesquisa da FGV revelou que 60% dos moradores reconhecem que a segurança melhorou significativamente. Em Porto Alegre, o projeto Território de Paz começou a implementar, em junho, 27 ações de prevenção e repressão à violência para reforçar a segurança nas comunidades de Lomba do Pinheiro, Bom Jesus, Restinga e Cruzeiro.

Os investimentos de segurança do MJ, com o Pronasci, saltaram de R$ 400 milhões em 2007 para R$ 1,6 bilhão em 2009. Nos Estados integrantes do Pronasci, os recursos aumentaram em 70% neste período e, para os municípios encarregados das políticas preventivas, o aumento foi de 90%.

O governo federal, junto com Estados e municípios parceiros, esforça-se, sem alarde, para firmar o Pronasci como política de Estado, não meramente de governo. Ele é o primeiro projeto estratégico de Segurança Pública instituído por uma “lei programática” no país, sem qualquer desrespeito à autonomia dos entes federados. Sua implementação é feita a partir de uma concertação política que valoriza o trabalho dos governadores e prefeitos dispostos a combater a insegurança e o crime.

Fonte: Jornal Zero Hora, de Porto Alegre

sábado, 18 de julho de 2009

Especialista pede uso de tendas para triagem de gripe

SÃO PAULO - O infectologista da Universidade Federal do Rio de Janeiro Edimílson Migowski sugere que os Estados e municípios montem tendas para fazer a triagem dos doentes, assim como aconteceu em 2008, durante a epidemia de dengue no Rio. ?A partir do momento em que temos a transmissão sustentada, devemos melhorar as condições de atendimento, montando postos ou tendas para dar um fluxo maior, como foi feito na época da dengue?, afirma.

Para ele, com a constatação de que o vírus A (H1N1) já circula no País, o governo terá dificuldades para garantir a assistência dos pacientes com suspeita da doença, caso não monte um esquema especial. As secretarias municipal e estadual de Saúde informaram que a medida não é cogitada no momento, mas não descartam o uso de tendas para informar a população, caso haja um grande aumento da procura na rede hospitalar.

O Estado percorreu durante a semana as principais emergências particulares do Rio e constatou que elas estão lotadas de pacientes com sintomas de gripe. Apesar de ser normal um aumento da procura nessa época do ano - porque o inverno aumenta o número de doenças respiratórias, como a influenza sazonal - os hospitais particulares visitados estimam um crescimento de até 20% do número de atendimentos. ?Agora (a doença) está começando a atingir um grupo mais representativo da população brasileira, e tenho medo que, sem estrutura avançada de atendimento para separar os casos graves dos brandos, a letalidade possa aumentar?, diz Migowski.

Dificuldade respiratória, dores no peito e o reaparecimento de febre alta são os principais sinais de que o organismo não está reagindo bem ao vírus da Influenza A (H1N1).

Fonte: O Estado de S. Paulo.

Niterói pede que população evite cinemas e teatros

Um dia depois de o Rio de Janeiro confirmar a primeira morte por gripe suína, a Secretaria de Saúde de Niterói recomendou nessa sexta-feira que "as famílias niteroienses evitem locais fechados e de grande circulação de pessoas". A orientação, que inclui cinemas, teatros e boates, ocorreu horas após a confirmação do 9º caso da doença na cidade, o mais grave, por enquanto. O aluno do Instituto Abel que está internado no CTI do Hospital Santa Cruz em estado grave desde o dia 10 está com gripe suína.

Ontem, a Organização Mundial de Saúde afirmou que o vírus da Influenza A (H1N1) está se propagando a uma velocidade sem precedentes. Tanto que a OMS decidiu deixar de contabilizar o número de casos confirmados da doença no mundo. "Nas pandemias anteriores, os vírus gripais precisaram de mais de 6 meses para se propagar tanto como aconteceu com o novo vírus em menos de 6 semanas", disse a organização.

O subsecretário de Saúde de Niterói, Roberto Carlos de Brito Barcellos, disse ontem que a medida tomada é preventiva. "Estamos querendo proteger os moradores da cidade de possíveis contaminações e recomendamos que evitem locais fechados em que possam ficar muito tempo juntos. Nesse momento, não conseguimos mais realizar testes de diagnóstico em todos com sintomas de gripe, até devido à mudança no protocolo do Ministério da Saúde", disse.

Ele disse que o momento não é de pânico e disse que, agora, os shoppings estão excluídos da recomendação. Segundo ele, o adolescente de 12 anos não saiu do Brasil. A Vigilância Epidemiológica está fazendo um monitoramento para saber se ele teve contato com alguém que chegou de algum país com casos da doença. Quarta-feira, a secretaria afirmou que 15 adolescentes que estudam com o garoto tiveram sintomas de gripe e estavam sendo monitoradas. Segundo o órgão, o 9º caso confirmado na cidade teve os primeiros sintomas dia 8, dois dias antes da internação.

"Nossa orientação é que todas as pessoas com sintomas de gripe procurem atendimento médico", disse Barcellos, acrescentando que as unidades de saúde do município já registram aumento nas Emergências.

Ontem, a Alerj informou que uma estagiária da Casa, que fica no Centro da capital, foi internada no Hospital do Fundão. O presidente da Alerj, deputado Jorge Picciani, determinou ao Departamento Médico monitoramento das pessoas que tiveram contato com a estagiária e suspendeu a visitação à exposição 'Palácio Tiradentes: lugar de memória política do parlamento brasileiro'.

Fonte: Jornal O Dia/Terra

sexta-feira, 17 de julho de 2009

Major Fábio comemora sucesso da Marcha em Campina Grande

O deputado federal Major Fábio (DEM-PB), ocupou a Tribuna da Câmara dos Deputados para comemorar o sucesso da I Marcha em defesa da aprovação da PEC 300.

De acordo com o parlamentar, o evento significou o despertar da sociedade paraibana para a aprovação do piso nacional dos Bombeiros e Policias Militares.

O evento levou cerca de duas mil pessoas as ruas de Campina Grande. “Participaram ativamente os Bombeiros e Policias, pensionistas, aposentados e seus familiares, muito obrigado Campina Grande, a nosso luta continua”, discursou o Major Fábio.

O deputado paraibano confirmou que a mobilização nacional continua em outros estados do Brasil. Para ele, é fundamental o engajamento de outros parlamentares na defesa da aprovação da PEC 300.

A mobilização nacional segue com o evento que será realizado no próximo mês no Espírito Santo. A Marcha será coordenada pelo deputado federal, Capitão Assumção (PSB), que ficou impressionado com a vibração e o entusiasmo do povo paraibano.

Fonte: www.pbagora.com.br

quinta-feira, 16 de julho de 2009

Policiais e guardas municipais ganham programa de saúde

O governador em exercício Luiz Fernando Pezão, o prefeito do Rio, Eduardo Paes, e o ministro da Justiça, Tarso Genro, lançam, nesta quinta-feira, no Palácio da Cidade, o Programa Nacional de Atenção à Saúde dos Servidores de Segurança Pública e Guardas Municipais.

Estado e prefeitura passarão a ter acesso a financiamentos do Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci) para a compra de equipamentos e instalação de academias de ginástica para uso de policiais civis e militares e guardas municipais, programas de saúde bucal e aquisição de ambulâncias para atender às corporações.

Fonte: www.sidneyrezende.com e informações da Prefeitura do RJ

quarta-feira, 15 de julho de 2009

Tarso Genro: País seguro e participativo

Rio - Estamos perto de um dos momentos mais importantes na História da segurança pública no País: em agosto, 2.097 representantes da sociedade civil e do poder público virão a Brasília para a 1ª Conferência Nacional de Segurança Pública (Conseg). Vamos consolidar princípios e diretrizes para uma nova política nacional no setor — e o Rio contribui para esse novo modelo.

A partir de hoje, a capital fluminense elegerá 45 representantes da sociedade civil e 44 trabalhadores do setor para o Conseg. Eles terão direito a voz e voto e poderão defender as causas do Rio. O engajamento é um sucesso: prova disso foram as conferências livres, na capital e na Baixada, que reuniram mais de 1.000 pessoas.
Outra conquista é o diálogo entre forças policiais, gestores e sociedade civil. Esses grupos buscam, em conjunto, soluções inovadoras, como a proposta do Pronasci: o papel do cidadão precisa ser potencializado, sobretudo em relação à natureza preventiva.

É necessário combater o crime, mas, sobretudo, criar políticas para cortar as raízes alimentadoras e constitutivas do delito. Se as políticas de segurança pública ignorarem as ações sociais, o país pode mergulhar numa barbárie crescente, pois as cidades serão tomadas por quem deseja substituir o Estado pelo crime organizado.

Esta é a hora de o Brasil mudar o conceito arcaico de segurança pública. E o Rio não se furtará a esse compromisso. Não basta promover a integração entre órgãos policiais; é preciso ouvir e dar voz a todos e formular política na qual o Estado seja respeitado, para que a garantia dos direitos individuais e coletivos não se transforme em letra morta na Constituição.

Fonte: Jornal O Dia

Construção de casas para policiais serão facilitadas através do PRONASCI na Cidade de Teresina

Secretário assina convênio que permite construção de casas para policiais

O secretário estadual de Segurança, Robert Rios, assina hoje, às 16h, na sede da secretaria, convênio de cooperação federativa do Programa Nacional de Segurança Pública que permite a Implementação do Programa Nacional de Habilitação para Policiais Militares, Civis, Bombeiros, Peritos e Agentes Penitenciários do Pronasci.

Participam da solenidade ainda representantes da Secretaria de Justiça, e o superintendente regional da Caixa Econômica Federal, Herbert Buenos Aires, de Carvalho.

O programa permite a consignação em folha de pagamento das taxas de arrendamento residencial com opção de compra e de financiamentos habitacionais, contratadas com seus servidores em até 360 meses.

Terão acesso ao programa de habitação os profissionais da segurança pública (policiais civis com renda de até 4 salários mínimos e que residem em áreas vulneráveis), sem consulta ao SPC / Serasa e ainda com taxa de juros reduzidas.

- É este o convênio que o Estado do Rio de Janeiro precisa fazer com o PRONASCI, para que nós, Agentes de Segurança Pública, possamos comprar nossos tão sonhados imóveis, com desconto no contra-cheque e sem consulta ao SPC/SERASA.

Fonte: www.45graus.com.br - Site de notícias da Cidade de Teresina, no PIAUÍ.

terça-feira, 14 de julho de 2009

Mais de 1,2 milhão em material de conscientização sobre a dengue será distribuído para a população

Rio - Nesta quarta-feira, secretários de saúde de oito municípios da Região Metropolitana receberão gratuitamente mais de 1,2 milhão em material impresso sobre a dengue para distribuir à população, no encontro que será realizado às 9h, no distrito de Sambaetiba, em Itaboraí.

Uma das novidades é o lançamento da revista Coquetel, com perguntas relativas a medidas de prevenção e cuidados para evitar proliferação do Aedes Aegypt.

No total, serão distribuídos 1 milhão de revistas, 200 mil panfletos personalizados para cada prefeitura; 10 mil cartazes e 3 mil telas para caixas d´água sem tampa entre os representantes das Prefeituras de Niterói, Itaboraí, São Gonçalo, Maricá, Rio Bonito, Tanguá, Cachoeiras de Macacu e Silva Jardim.

Apesar de o verão ser o período mais propício para a proliferação do mosquito transmissor da doença, as medidas preventivas devem ser mantidas o ano todo para se evitar a epidemia. Só em 2009, já foram distribuídos 183.500 panfletos educativos, 2.100 mil cartazes e 8.100 capas de caixa d’água. O bom resultado da parceria entre a Imprensa Oficial e a Subsecretaria da Região Metropolitana é comprovado pela estatística: a queda do número de casos de janeiro a maio nos oito municípios é de 93%, em relação ao mesmo período do ano passado.

Fonte: Site O dia

Capitão Assumpção elogia empenho de Mendonça para aprovação da PEC 300

O deputado federal Capitão Assumpção (PSB/ES) tem parabenizado o empenho do deputado federal Mendonça Prado (DEM/SE) pela aprovação da PEC 300/2008, em discurso na Câmara dos Deputados e em entrevistas a órgãos de imprensa do país. “Mendonça Prado tem se empenhado também para buscar soluções a problemas que possamos encontrar para a aprovação da PEC 300, a exemplo da sua proposta de um fundo do governo federal para ajudar os estados que não poderão pagar a diferença salarial”, informou Capitão Assumpsão.

Sobre esse assunto, ele apresentou na Assembléia Legislativa do Espírito Santo uma entrevista do deputado Mendonça explicando como funcionaria esse subsídio. “Ele também participa ativamente de eventos da política militar, a exemplo da caminhada do último sábado em Campina Grande, das muitas que virão em todos os Estados, em prol da PEC 300, que vai dar dignidade para os militares estaduais do Brasil”, afirmou.

A PEC 300/2008, de autoria do deputado federal Arnaldo Faria de Sá, determina que a remuneração dos policiais militares dos Estados não poderá ser inferior a da Polícia Militar do Distrito Federal, aplicando-se também ao Corpo de Bombeiro Militar e aos inativos. Mendonça Prado foi relator na CCJ e conseguiu mobilizar os colegas para a aprovação imediata da proposta na comissão.

De acordo com Assumpção, a PEC 300 é a proposição mais visitada no site da Câmara dos Deputados, e os policias militares, seus familiares e amigos estão ligando para o 0800 e enviando e-mails pedindo sua aprovação na Comissão Especial. “Pela primeira vez, a Nação brasileira vai dar dignidade para os mais de 650 mil policiais e bombeiros militares”. Durante o discurso, também declararam irrestrito apoio à proposta os deputados Rômulo Gouveia, Luiz Couto, Ilderlei Cordeiro e Moreira Mendes.

Fonte: www.faxaju.com.br - Notícias da cidade de Aracaju, no Sergipe

Vídeo do Movimento em prol da PEC 300

Confira as fotos do Movimento de apoio a PEC 300 na cidade de Campina Grande-PB, companheiros de Pernambuco foram apoiar com a ajuda do nobre Dep. Estadual SOLDADO MOISÉS-PSB/PE.

segunda-feira, 13 de julho de 2009

Dengue acompanhou salto populacional

As três variedades do vírus tipo 3 da dengue, o mais agressivo, começaram a circular pelo mundo entre 1967 e 1975. Quase no mesmo período, entre 1960 e 1975, a população mundial havia saltado de 3 bilhões para 4 bilhões de pessoas.

O levantamento inédito feito pelo Instituto Oswaldo Cruz, do Rio de Janeiro, escancara a forte relação que existe entre vírus virulentos e a maior mobilização de pessoas entre cidades, países e continentes.

A dengue, que infecta todo ano 50 milhões de pessoas no mundo, tem quatro tipos de vírus. Todos eles já foram registrados no Brasil, mas o tipo 3 é hoje o que causa mais epidemias no país.

"O vírus dengue 3 sempre esteve associado a epidemias por causa da sua constante e rápida taxa de evolução", diz Josélio Araújo, um dos autores do trabalho, publicado no periódico científico "Infection, Genetics and Evolution".

No trabalho, o grupo também mostrou como cada uma das três variedades do vírus tipo 3 da dengue acabou escolhendo uma região específica do planeta para viver.

Nas Américas, a linhagem bastante agressiva em ação nos dias de hoje chegou pelo México, em 1975. Passou pela América Central e desembarcou no Brasil em 1991. "Aqui nós temos o genótipo 3", diz Araújo. Genótipo é o nome dado a cada um dos subtipos do vírus.

Os outros dois grupos, os genótipos 1 e 2, apareceram ao mesmo tempo, segundo mostra a análise de 200 sequências genéticas isoladas em 31 países.

O primeiro, na Indonésia. O segundo no Sri Lanka. Ambos em 1967. O mapeamento das rotas de distribuição dos vírus mostra que, enquanto o genótipo 1 circula na porção marítima do Sudeste Asiático e no sul do Pacífico, o genótipo 2 está confinado às zonas continentais do sudeste da Ásia.

Origem antiga
Os dados ainda permitiram ao grupo descobrir que todas as linhagens vivas de dengue 3 surgiram em 1890. "O vírus da dengue existe desde os primórdios. Identificamos apenas a origem das variedades existentes", diz Araújo. "Ao todo, desde o século 19, surgiram cinco. Mas duas estão extintas."

Com a rota das variedades do vírus tipo 3 em mãos, os cientistas agora partem para uma segunda etapa do trabalho. "Nós queremos identificar os pontos de entrada desses vírus no país", diz Araújo.

Como existem microevoluções em curso dentro do país, uma mesma variedade circulando no Nordeste, por exemplo, e outra no Sudeste, mas a partir de entradas diferentes, entender os caminhos que o vírus faz é importante para o controle das constantes epidemias.

"Com as rotas do Brasil, será mais fácil impedir que o processo de distribuição do vírus evolua", diz Araújo. "Por causa do turismo provavelmente, já sabemos que o Rio de Janeiro é uma dessas portas de entrada."

No primeiro semestre de 2009 morreram 79 pessoas de dengue no Brasil. A Organização Mundial da Saúde estima que a doença seja endêmica em cem países e que 40% da população mundial esteja exposta.

Fonte: folha on line e Site O Pantaneiro

PPTRAN realiza “OPERAÇÃO PEC 300” em PATOS na Paraíba

Seguindo as diretrizes do CEL CARVALHO - Comandante Geral da Corporação no sentido de valorizar o Policial Militar, o Pelotão de Policiamento de Trânsito sob o Comando da 1º TEN SIMONE com o apoio do TEN CEL CARLOS e do MAJ DEDEU realizou neste sábado, uma Blitz Educativa no Centro de Patos.

O objetivo foi divulgar para a população a existência do Projeto de Emenda Constitucional de nº 300 – PEC 300 de Autoria do Deputado Federal Arnaldo Farias de Sá do Estado de São Paulo na qual prevê a igualdade salarial entre as Polícias Militares e Corpos de Bombeiros dos Estados com os da Polícia Militar do Distrito Federal.

O trabalho de divulgação consistiu em distribuição de panfletos e colocação de adesivos nos veículos. A imprensa local cobriu o evento que teve a participação de vários setores da sociedade, tais como: Igreja, Corpo de Bombeiros, STTRANS, Polícia Rodoviária Federal, Prefeitura Municipal de Patos, DETRAN e de companheiros de outras coirmãs.A ocasião também serviu para apresentar a população o novo uniforme do PPTRAN que trouxe mais conforto aos policiais e um destaque maior no trabalho de fiscalização do Trânsito.

O clima de união foi a marca maior da Operação, inclusive os transeuntes e motoristas que passaram por ali elogiaram bastante a organização e o trabalho desempenhado pelo 3º BPM em prol da Segurança Pública.

Fonte: www.3bpm.blogspot.com

domingo, 12 de julho de 2009

Marcha em prol da PEC 300 leva milhares de pessoas às ruas de Campina Grande

Policiais e bombeiros militares de toda Paraíba participaram na manhã deste sábado (11), em Campina Grande, da Marcha pela aprovação da PEC 300. As ruas da cidade foram tomadas por uma grande manifestação popular. Milhares de pessoas participaram do evento.

A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 300, de autoria do deputado federal Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP), propõe equiparar os vencimentos das Polícias e Bombeiros Militares de todas as unidades da Federação com os praticados no Distrito Federal. A PEC 300 já foi aprovada na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara Federal e agora será debatida em uma Comissão Especial.

O deputado federal paraibano Major Fábio (DEM), organizador da Marcha, destacou a importância do movimento. “A caminhada em Campina Grande faz parte da grande mobilização nacional que estamos propondo na Câmara. É muito importante o debate da PEC 300, já que atende diretamente cerca de 700 mil pessoas entre policiais e bombeiros militares, além dos ativos e inativos em todo o Brasil que estão mobilizadas acompanhando a sua tramitação”, comemorou o deputado.

A Marcha em defesa da PEC 300 teve início em frente ao 2º Batalhão da Polícia, em Campina Grande, e percorreu as ruas do centro da cidade com faixas e cartazes. A manifestação foi encerrada com os pronunciamentos dos parlamentares na Praça da Bandeira.

Atendendo convite do deputado Major Fábio, participaram do encontro os deputados federais; Capitão Assunção (PSB-ES), Mendonça Prado (DEM-SE), Ilderlei Cordeiro (PPS-AC) e os paraibanos Rômulo Gouveia (PSDB) e Damião Feliciano (PDT), além do deputado estadual por Pernambuco Soldado Moisés.

Fonte: Sistema Nordeste de Notícias - www.snn.com.br, site de notícias da Paraíba

quinta-feira, 9 de julho de 2009

Prevenção e Combate à Dengue

O Ministério da Saúde e os Conselhos Nacionais de Saúde lançaram nesta quinta-feira (9) um documento inédito com orientações para unificar as ações de vigilância e assistência em saúde para o combate à dengue em todos os Estados e municípios do país.

A publicação “Diretrizes Nacionais para a Prevenção e Controle de Epidemias de Dengue” tem como componentes as ações de assistência ao paciente, organização dos serviços de saúde, vigilância epidemiológica; gestão e financiamento; e controle dos criadouros do Aedes aegypti – mosquito transmissor da doença. A apresentação feita pelo ministro da Saúde José Gomes Temporão).

A ação tem como principais objetivos manter gestores em alerta durante todo o ano e organizar as atividades de prevenção e controle, em períodos de baixa transmissão ou em situações epidêmicas, para evitar epidemias e reduzir o número de casos e de óbitos. O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, ressaltou a importância da articulação entre os três níveis de governo e a sociedade no combate ao mosquito. “Vamos garantir a continuidade das ações durante todo o ano, mas com medidas específicas para cada período. Haverá informação sobre a doença em todos os serviços de saúde e na mídia com orientações de conduta”, disse Temporão.

Fonte: Jornal BemParaná

terça-feira, 7 de julho de 2009

VALORIZAÇÃO - PRONASCI

Desenvolvido pelo Pronasci, o Programa Nacional de Atenção à Saúde dos Profissionais de Segurança Pública será lançado no dia 16 de julho, no Rio de Janeiro.

A iniciativa vai promover a qualidade de vida dos servidores da segurança pública do País. Serão aplicados R$ 70 milhões para implementar mecanismos de atenção integral, abrangendo os aspectos físicos, psicológicos e sociais dos profissionais.

O objetivo é atuar na prevenção, tratamento e no restabelecimento da saúde para reduzir os índices de adoecimento.

Fonte: Boletim PRONASCI 094 de 01/07/09

domingo, 5 de julho de 2009

V E R G O N H A ! ! ! !

O Assassino do índio Pataxó agora é funcionário federal e ganha R$6.600,00 por mês.

Assassino do índio Pataxó agora é funcionário federal!
Bruno, o rapaz que matou o Índio Galdino queimado foi libertado, "passou" no concurso público e agora ganha R$ 6.600,00 por mês.

"Nomeado com louvor", este foi o título da reportagem do Correio Brasiliense do dia 22/12/02, a respeito da seguinte situação:

O filho do presidente do TJDF, Bruno (aquele marginalzinho que pôs fogo no índio pataxó), fez concurso público para o cargo de segurança (12 vagas disponíveis; salário de R$1.300,00; nível exigido 2º grau) e ficou em 65º lugar. Depois do resultado do concurso, o número de vagas aumentou para 70!

Após 12 dias no cargo, ele foi promovido a dentista do TJDF para ganhar R$ 6.600,00. O presidente do TJDF, o pai, juiz (?!) Edmundo Minervino, ainda teve a cara-de-pau de afirmar na entrevista: "Não houve ato ilegal nenhum".

Depois dessa vergonha toda, nós, cidadãos brasileiros, perguntamos:
1) Se Bruno é tão bom assim, por que não fez concurso para o cargo de dentista?
2) Por que aumentar o número de vagas exatamente para 70 ?
3) Como estão se sentindo as outras pessoas que foram melhores colocadas que Bruno no concurso? Será que, algum dia na vida, estas pessoas vão ganhar R$ 6.600,00? E os outros profissionais que já estão trabalhando há mais tempo no TJDF?
4) O que se pode esperar de um país que tem na sua justiça um juiz federal com esse comportamento?

E mais duas perguntas que não querem calar:
1) Que julgamento foi esse, que pena foi essa que o assassino cruel de uma pessoa já cumpriu, já foi solto e até teve tempo de fazer concurso e tudo?
2) Assassinos podem fazer concurso público ?

Como podemos ver o coronelismo e paternalismo ainda existem fortemente no serviço público brasileiro.

Fonte: Recebido por Email e comprovado a informação em diversos site de Brasiland, a Terra Esquecedora

PEC 300 - Município de Paulínea - SP faz a sua parte

Yatecola apela ao Congresso pela equiparação nacional dos salários dos policiais e bombeiros
Complementação deve ser garantida pelo Governo Federal

A Câmara Municipal aprovou por unanimidade moção apresentada pelo vereador Dr. Gustavo Yatecola apelando ao Congresso Nacional pela aprovação Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 356, de autoria do deputado federal Renato Amary.

A matéria possibilita a implementação de uma outra PEC, a de nº 300, de autoria do deputado federal Arnaldo Faria de Sá, que altera o artigo 144 da Constituição Federal de 1988, propondo equiparar os vencimentos dos policiais e bombeiros militares, inclusive inativos, de todos Estados com os praticados hoje pelo Distrito Federal.

Para assegurar a concessão do benefício em todo território nacional, a proposta do deputado Renato Amary estabelece que os recursos necessários à complementação salarial sejam repassados pelo Governo Federal aos Estados, através da Secretaria Nacional de Segurança Pública, nos termos de lei federal que deverá ser implementada num segundo momento.

Autor da moção, Dr. Gustavo Yatecola justifica a necessidade da equiparação nacional dos salários dos policiais e bombeiros militares. “É uma forma de minorar as grandes discrepâncias salariais hoje existentes, evidenciadas quando se compara as diversas unidades da Federação, como meio de se fazer justiça à classe dos laboriosos servidores policiais e bombeiros militares do País”, explica o vereador.

O Legislativo paulinense deve agora encaminhar a moção aos presidentes do Senado e da Câmara Federal, bem como aos líderes dos partidos representados no Congresso Nacional.

Fonte: www.paulineanews.com.br

sábado, 4 de julho de 2009

Sugestão de Site: Clark Little


Fotógrafo Kasca Grossa possui um book com fotos MARAVILHOSAS do interior das ondas, nosso velho conhecido TUBO, e outras fotos muito interessantes, segue o LINK:

http://www.clarklittlephotography.com/

Colaboração: Marco Campos, Grande Fotógrafo, Aventureiro e Amigo, valeu...

Senador Geraldo Mesquita defende melhores salários para segurança pública

Ao discursar na sessão plenária desta sexta-feira (03), o senador Geraldo Mesquita Júnior (PMDB-AC) reivindicou a imediata aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 300/08, que prevê a equiparação da remuneração de policiais militares e bombeiros de todos os estados ao soldo dos policiais militares do Distrito Federal. A matéria tramita na Câmara dos Deputados.

- Essa medida não resolve a questão da segurança pública no país, pois, além de uma remuneração decente, a polícia militar e o corpo de bombeiros precisam de treinamento permanente e equipamentos modernos. Mas representará um bom começo - garantiu.

Para Geraldo Mesquita, essa equiparação terá, no setor da segurança pública, o mesmo efeito da aprovação do piso nacional para professores do ensino público, que dará à categoria melhores condições de trabalho e de vida. Ele afirmou que um policial merece uma vida digna, ainda que simples. Para o senador, é inaceitável a situação do Rio de Janeiro, onde, em função de baixos salários, os policiais precisam morar em favela, sendo obrigados a tirar a farda antes de ir para a casa.

No Acre, observou, a situação da segurança pública é calamitosa, há denúncias de que 20% da população estão envolvidas em atividades ilícitas "ou criminosas mesmo". Ele defendeu, ainda, a possibilidade de os setores da educação, saúde e segurança pública serem federalizados, sistema que começaria pela equalização do nível salarial.

Em aparte, o senador Mozarildo Cavalcanti (PTB-RR) também aprovou a idéia de equiparação aos ganhos do DF, dizendo que um policial com salário irrisório não tem estímulo para fazer bem seu trabalho. Também em aparte, o senador Cristovam Buarque (PDT-DF) lamentou que no Brasil se comemore a construção de presídios, quando se deveria comemorar a implosão de cadeias, por serem desnecessárias. Seria muito melhor construir pontes ao invés de presídios, disse.

Fonte: www.senado.gov.br

JUNTOS SOMOS FORTES

Segue relato recebido por email por este Home officer, versando sobre o aumento recebido pelos Policiais Militares do Estado de Sergipe.

A nova política salarial dos policiais militares sergipanos foi divulgada no último dia 29 e tem aplicação retroativa a 1º de maio e vai até 2010.

Um soldado em Sergipe vai ganhar R$ 3.012,75, sendo o soldo de R$ 2.317,50 e mais 695,25 de gratificação de periculosidade.

Mas esse aumento não caiu do céu não. Confira toda a trajetória dos colegas sergipanos para ganharem um salário justo:

- Criação do movimento único chamado de "TOLERÂNCIA ZERO", onde para pressionar o Governo por melhores passaram a usar apenas a LEI. NADA MAIS DO QUE ISSO.

Medidas como:

- NÃO DIRIGIR VTRs SEM CURSO ESPECÍFICO COMO MANDA A NORMA DO CONTRAM;

-NÃO TRABALHAR EM DELEGACIAS POIS ISSO É DESVIO DE FUNÇÃO

- NÃO TRABALHAR EM PRESÍDIOS POIS ISSO É SERVIÇO DE AGENTE PENITENCIÁRIO

- TRABALHAR SOMENTE QUANDO TEMOS OS EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL (EPIs) - COLETE BALÍSTICO E ARMA DA CORPORAÇÃO;

Confiram os vídeos do Movimento:

http://emsergipe.globo.com/multimidia/?id=29186 (MOVIMENTO DAS MULHERES DE PMS E FAMILIARES);
http://emsergipe.globo.com/multimidia/?id=29157 ( A TROPA DE CHOQUE VAI A PÉ PARA O SERVIÇO EM ESTÁDIO DE FUTEBOL);
http://emsergipe.globo.com/multimidia/?id=29156 (PMs SE NEGAM A DIRIGIR VIATURAS)

http://emsergipe.globo.com/multimidia/?id=29128 (POLICIAMENTO OSTENSIVO É FEITO À PÉ PELOS PMs)

Fonte: Comunidade da Polícia Militar de Tocantins, no ORKUT

DENGUE 2009

Estão abertas as inscrições para trabalhar na prevenção da Dengue.

Inscrições no link:

http://www.dgdec.defesacivil.rj.gov.br/modules.php?name=cad_militares&op=

sexta-feira, 3 de julho de 2009

ARQUIVO DE FOTOS - MÊS DE JULHO




CSMAR 2003, a minha Turma

Cb BM Roberto, Meu Brother, mais conhecido com Cérebro, sabe tudo


Hora Vaga = Treinamento



Guarnição Pronto pára e em Condições de...
Sgt Sardella, Sgt Dilermando, Sgt Washington e Sgt Mattos