sábado, 18 de julho de 2009

Niterói pede que população evite cinemas e teatros

Um dia depois de o Rio de Janeiro confirmar a primeira morte por gripe suína, a Secretaria de Saúde de Niterói recomendou nessa sexta-feira que "as famílias niteroienses evitem locais fechados e de grande circulação de pessoas". A orientação, que inclui cinemas, teatros e boates, ocorreu horas após a confirmação do 9º caso da doença na cidade, o mais grave, por enquanto. O aluno do Instituto Abel que está internado no CTI do Hospital Santa Cruz em estado grave desde o dia 10 está com gripe suína.

Ontem, a Organização Mundial de Saúde afirmou que o vírus da Influenza A (H1N1) está se propagando a uma velocidade sem precedentes. Tanto que a OMS decidiu deixar de contabilizar o número de casos confirmados da doença no mundo. "Nas pandemias anteriores, os vírus gripais precisaram de mais de 6 meses para se propagar tanto como aconteceu com o novo vírus em menos de 6 semanas", disse a organização.

O subsecretário de Saúde de Niterói, Roberto Carlos de Brito Barcellos, disse ontem que a medida tomada é preventiva. "Estamos querendo proteger os moradores da cidade de possíveis contaminações e recomendamos que evitem locais fechados em que possam ficar muito tempo juntos. Nesse momento, não conseguimos mais realizar testes de diagnóstico em todos com sintomas de gripe, até devido à mudança no protocolo do Ministério da Saúde", disse.

Ele disse que o momento não é de pânico e disse que, agora, os shoppings estão excluídos da recomendação. Segundo ele, o adolescente de 12 anos não saiu do Brasil. A Vigilância Epidemiológica está fazendo um monitoramento para saber se ele teve contato com alguém que chegou de algum país com casos da doença. Quarta-feira, a secretaria afirmou que 15 adolescentes que estudam com o garoto tiveram sintomas de gripe e estavam sendo monitoradas. Segundo o órgão, o 9º caso confirmado na cidade teve os primeiros sintomas dia 8, dois dias antes da internação.

"Nossa orientação é que todas as pessoas com sintomas de gripe procurem atendimento médico", disse Barcellos, acrescentando que as unidades de saúde do município já registram aumento nas Emergências.

Ontem, a Alerj informou que uma estagiária da Casa, que fica no Centro da capital, foi internada no Hospital do Fundão. O presidente da Alerj, deputado Jorge Picciani, determinou ao Departamento Médico monitoramento das pessoas que tiveram contato com a estagiária e suspendeu a visitação à exposição 'Palácio Tiradentes: lugar de memória política do parlamento brasileiro'.

Fonte: Jornal O Dia/Terra