sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Cabral: premiação para policiais que cumprirem metas será semestral

RIO - O governador Sérgio Cabral encurtou o prazo para a premiação dos policiais civis e militares das Regiões Integradas de Segurança Pública (RISPs): o prêmio _ que seria anual _ passou para semestral. A ideia é incentivar ainda mais os policiais a cumprirem as metas em menor espaço de tempo. A determinação sairá publicada em decreto (Nº 42.243) nesta segunda-feira, 18/01/2010, no Diário Oficial.

_ Como toda empresa tem metas a cumprir, o setor público também tem que ter as suas e a segurança pública se inclui nisso. Produtividade, competição e estímulo fazem parte de qualquer concepção de gestão. E gestão foi a grande novidade na área de Segurança Pública em nosso governo _ disse Cabral.

Após os primeiros seis meses de implantação do plano de metas contra a violência, o Governo do Rio de Janeiro conseguiu, por exemplo, registrar em 2009 uma queda de 14,4% no número de homicídios no estado em relação ao mesmo período (setembro, outubro e novembro) de 2008.

_ Ao incentivar o policial a bater as metas em menos tempo, os índices de criminalidade tenderão a cair mais e os resultados serão percebidos pela população, que é o foco das ações do governo _ acrescenta o secretário-chefe da Casa Civil, Regis Fichtner, coordenador do programa de metas no Estado.

As metas são estabelecidas de acordo com os seguintes tipos de crime: homicídio doloso, roubo de veículos e roubos de rua (transeuntes, coletivos e celular). São esses os que têm maior impacto na sensação de insegurança da população.

Alcançadas as metas, os policiais civis e militares serão contemplados com premiações únicas, semestrais e individuais. Os policiais que baterem as metas receberão R$ 500 (cada um). Os que integrarem a região com os melhores resultados terão o prêmio de R$ 1.500 (cada policial).

A premiação será concedida a todos os colaboradores das polícias Civil e Militar das RISPs que atingirem as metas, desde que tenham permanecido em exercício por mais de três meses durante o período de alcance da meta.

Cada RISP é liderada por um delegado, que é o diretor de departamento, e um coronel, que comanda a área. Eles trabalham em conjunto para responder às demandas estabelecidas pelo sistema de controle de metas determinadas pela Secretaria de Segurança. Foram criadas sete RISPs, divididas da seguinte forma: Capital (regiões Sul, Centro e Norte); Capital (Oeste); Baixada; Niterói e Região dos Lagos; Sul Fluminense; Norte Fluminense; e Região Serrana.

Fonte: JB