quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

Lula lança Bolsa-Copa para reforçar segurança na Copa e na Olimpíada

Com o objetivo de reforçar o esquema de segurança da Copa 2014 e da Olimpíada 2016, o governo lançará, no próximo dia 26, o Bolsa-Copa. Trata-se de um pacote de ações que prevê medidas como o complemento salarial de R$ 1,2 mil para cerca de 50 mil policiais que trabalharão nos dois eventos esportivos.

O bônus salarial valerá para todas as cidades-sede, no período de junho de 2010 até o final do Mundial. A informação é do jornal O Estado de S.Paulo.

Os recursos para o Bolsa-Copa sairão do Programa Nacional de Segurança com Cidadania (Pronasci). A ideia é que os governos estaduais assinem termo de adesão ao programa, com o compromisso de incorporar o valor da bolsa ao salário dos policiais a partir de 2016, por projeto de lei a ser enviado à Assembleia local.

No decreto que criará a nova bolsa, o governo ampliará de R$ 1,7 mil para R$ 3,2 mil a faixa salarial de policiais aptos a receber outro benefício, o Bolsa-Formação, no valor de R$ 400 mensais. De caráter nacional, esse complemento já é pago a 160 mil profissionais da segurança.

Fonte: Final Sports

- Cursos

O pagamento da bolsa será condicionado à participação dos policiais em cursos específicos para segurança de grandes eventos que venham a ocorrer no país a partir da Copa e da Olimpíada.

Os cursos serão definidos ainda neste primeiro semestre pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp). O objetivo é elevar o padrão técnico da polícia dos Estados, considerado muito deficiente.