sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Niterói - Fundo artificial pode ser implantado em Piratininga

No dia 26 de julho foi realizada uma audiência pública na câmara municipal de Niterói, onde foi debatido a implantação de um Recife Artificial Multifuncional na praia de Piratininga.

O coordenador da ONG PREAMMAR, Jefferson França, fez uma apresentação sobre projeto, mostrando as questões técnicas, exemplos de sucesso e as principais vantagens para a praia e comunidade, além de esclarecer dúvidas sobre o caso específico da praia niteroiense.

O custo total do projeto está estimado em 4 milhões de reais, sendo 20% (800 mil) destinados para os estudos, que durariam cerca de 1 ano, e 80% (3 milhões e 200 mil) destinados para a execução da obra, que levaria de 3 a 6 meses para ser concluída.

A verba para os estudos já foi aprovada pelo legislativo municipal, no planejamento orçamentário anual. Agora o poder executivo pode utilizar a verba neste momento ou não.

Mas segundo informações, a prefeitura tem demonstrado interesse neste projeto e a verba para a execução da obra também pode vir da iniciativa privada, como a indústria imobiliária, por exemplo.

Todos os passos estão sendo dados de forma consciente, para a correção definitiva do calçadão de Pirá e o possível surgimento de uma onda perfeita, entre outras vantagens.

Agora é incluir este projeto no Projeto Orla e aguardar o próximo capítulo. O fato de estar previsto, pela primeira vez, no orçamento municipal anual, e ter tido uma audiência pública, demonstra que o projeto está avançando e o sonho pode estar bem perto de se tornar realidade.

Por Associação de Surfe de Niterói