quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Ações do Pronasci apresentadas em El Salvador serão implementadas

Brasília, 28/09/2010 (MJ) - O governo do Brasil quer levar a experiência do Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci) a El Salvador. O programa brasileiro foi apresentado em setembro, pelo Ministério da Justiça, naquele país.

O Pronasci tem sido apresentado pelo governo brasileiro em diversos encontros internacionais como uma das iniciativas mais bem sucedidas no combate à violência em grandes centros urbanos com foco na articulação entre ações preventivas e repressivas.

Seguindo essa política de disseminação da experiência brasileira em outros países, os técnicos do Pronasci demonstraram como o programa brasileiro vem alterando a realidade de comunidades com altos índices de violência nas grandes regiões metropolitanas do Brasil.

Promovido pela Agência Brasileira de Cooperação (ABC), do Ministério das Relações Exteriores, o encontro entre representantes dos dois governos foi proveitoso. Para o coordenador de segurança pública do Pronasci, Cláudio Tusco a avaliação é positiva. “Estamos transferindo metodologia de experiências inovadoras que estão dando certo no Brasil. Trata-se também de cumprirmos uma agenda positiva no campo internacional do Pronasci”, afirmou Tusco.

Entre as ações que devem ser transferidas para El Salvador, cinco delas se destacaram e devem ser implementadas em breve. Policiamento Comunitário, Mulheres da Paz, Protejo, Formação em Direitos Humanos e Projovem-prisional foram as ações escolhidas pelo governo salvadorenho.

O objetivo do acordo de cooperação é transferir a metodologia para melhorar o sistema de segurança pública daquele país e desenvolver a capacidade de agentes governamentais para gerenciar os projetos de forma adequada.

Fonte: MJ