quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Temer admite dificuldades para votar projetos de interesse dos governadores e tirar de pauta a PEC 300 dos policiais

BRASÍLIA - O presidente da Câmara dos Deputados Michel Temer (PMDB-SP) afirmou, nesta quarta-feira, que há dificuldades para retomar as votações na Câmara sem que seja votada também a chamada PEC 300, que trata da criação de um piso nacional para policiais civis e militares. Em reunião na terça-feira, os governadores se posicionaram contra a votação, com o argumento de que teria alto impacto no orçamento dos estados. Ele pediram também urgência na votação do projeto que prorroga mecanismos da Lei Kandir e a PEC que prorroga o Fundo Nacional de Combate à Pobreza.

Segundo Temer, é possível tentar votar a PEC da Pobreza, que todos os governadores estão reivindicando, "mas correndo todos os riscos". Entre os riscos está o de a PEC 300 também entrar na pauta de votações, a pedido dos líderes.

- Estou sentindo um pouco de dificuldade (em votar os projetos pedidos pelos governadores). É preciso muita conversa ainda - disse Temer.

Antes de ir para sua sala, na presidência da Casa, Temer reuniu-se com peemedebistas na liderança do partido na Câmara.

Fonte: O Globo