terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Mortes por dengue no Rio disparam

Em todo o ano passado, morreram 12 pessoas. Em 2010, foram 39 óbitos até dia 4. Governo prepara guerra ao mosquito

POR PÂMELA OLIVEIRA

Rio - A dengue matou 39 pessoas no estado em 2010. O número já é três vezes maior do que em todo o ano passado, quando 12 morreram. A Secretaria Estadual de Saúde está preocupada com a letalidade da doença, de 2% — similar à da epidemia de 2008 — e se prepara para a chance de uma nova situação de emergência. Além da dengue, autoridades monitoram a possibilidade de entrada no País do vírus chikungunya, transmitido pelo mesmo mosquito.

O Ministério Público do estadual decidiu acompanhar a atuação do estado e das prefeituras no combate à dengue. Nos próximos dias, o estado entregará lista de municípios que não apresentaram planos de contingência.

“O plano de contingência prevê o aluguel de tendas de hidratação e a contratação de leitos na rede privada”, diz o superintendente estadual de vigilância epidemiológica, Alexandre Chieppe, acrescentando que já foi feita licitação para tendas e outros itens.

“Nossa maior preocupação é com os municípios da região metropolitana, como Rio, Niterói e São Gonçalo, além da Baixada, devido à reintrodução do vírus 1. Ele provoca casos menos graves, mas não sabemos como vai se comportar afetando pessoas que já tiveram outras formas de dengue”, conta. Quem tem a doença pela segunda vez, pode desenvolver formas mais graves.

O chikungunya apresenta sintomas parecidos com os da dengue e mata menos, mas causa dores muito intensas.

Fonte: O Dia