segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Policiais fazem passeata pela aprovação da PEC 300

Uma passeata movimentou a manhã deste sábado (29) a Avenida Beira-Mar em apoio à PEC 300, que institui um piso nacional para policiais, militares, civis e bombeiros militares. Entidades representativas da categoria em todo o país estiveram presentes na caminhada, que contou com a presença de políticos e partidos com atuação no Congresso Nacional.

A caminhada começou com uma hora de atraso. Saiu do aterro da Praia de Iracema e terminou no mercado dos peixes, no Mucuripe. É o primeiro ato nacional de 2011 pela equiparação salarial dos policiais aos soldos dos policiais do Distrito Federal.

No Ceará existem 26 mil policiais militares, ativos e inativos, além de dois mil bombeiros e 1.800 policiais civis. A PEC 300/446 foi aprovada na Câmara dos Deputados em julho do ano passado, no entanto, precisa ser votada ainda em segundo turno antes de seguir para o Senado.

Confira galeria de fotos:



Fonte: CNews

Cabo e Tenente cobram PEC 300 em reunião com Secretário de Segurança

Secretário se reuniu com policiais militares, civis e bombeiros ontem em Campina Grande

O secretário de Segurança Pública, Cláudio Lima, se reuniu ontem com policiais militares, civis e homens do Corpo de Bombeiros na cidade de Campina Grande. O objetivo era ouvir os policiais para auxiliar na montagem de plano operacional para 2011. O secretário ouviu algumas sugestões, mas a mais aplaudida pela categoria foi a defesa da PEC 300 feita pelo Cabo Sergio Rafael e pelo Tenente Tiago.
Os dois policiais promoveram discursos em favor da PEC e tiveram a aprovação praticamente unânime dos colegas que participavam do encontro que aplaudiram efusivamente ao final dos discursos de cada um.
O cabo Sergio Rafael disse que a categoria espera escutar do governador uma proposta concreta sobre o pagamento da PEC. “Queremos que o governador converse com a gente e no lugar de dizer que a PEC é ilegal, faça uma proposta concreta. Se não pode pagar em janeiro, mas que pague em julho, em setembro, em outubro. O que não pode senhor secretário é dizer que é uma farsa uma lei aprovada pela Assembleia e fica por isso mesmo”, destacou.
Confira os vídeos que foram postados no youtube:
De acordo o cabo, as informações que os policiais estão satisfeitos com as políticas anunciadas pelo governo para a categoria não são verdadeiras. “O que nós queremos não é um pacote de medida de habitação. Eu nunca vi conjunto de juízes, conjunto de promotores. Queremos um salário digno secretário para que eu possa comprar a minha casa perto da sua”, destacou.
Ele ainda relatou uma serie de problemas que a tropa passa em todo estado e disse acreditar nos novos comandantes da Segurança e da Polícia Militar. “Se o senhor coronel Euller, comandar a Polícia, como comandou o Centro de Ensino, será o melhor comandante que a Paraíba já teve”.
Já o tenente Tiago, disse que todas as melhorias anunciadas pelo secretário serão em vão, se os homens não tiverem motivados. “Se a expectativa da Policia Militar for atendida, o pagamento da PEC foi atendido, o senhor terá homens dedicados a trabalhando a serviço da sociedade e do governo”, destacou.
Após ouvir alguns policiais, o secretário Cláudio Lima agradeceu o desempenho dos militares, civis e bombeiros em levar segurança ao cidadão e garantiu levar ao governador Ricardo Coutinho as reivindicações das categorias. “Quero ouvir vocês para que o nosso trabalho de combate à criminalidade seja mais dinâmico e integrado”, salientou Cláudio Lima.

Fonte: Tô de Olho em Você

domingo, 30 de janeiro de 2011

Mais de mil salvamentos são feitos por ano nas praias da Região Oceânica

Em 2010, foram 1.054 salvamentos. Cerca de 80% dos casos acontecem no verão. Foto: Leonardo Fonseca

Dados são do 4º Grupamento Maritimo de Itaipu, e segundo os guarda-vidas, índice de afogamentos cresce mais no verão. Bombeiros recomendam cuidados no banho de mar

As altas temperaturas são um convite ao banho de mar. Mas, com o aumento do movimento nas praias, cresce também o risco de afogamentos. De acordo com levantamento do 4º Grupamento Marítimo (Gmar), de Itaipu, só este ano já foram feitos cerca de 200 salvamentos nas praias da Região Oceânica de Niterói. No acumulado do ano passado, foram 1.054, com duas vítimas fatais. Destes, segundo o comandante do grupamento, o tenente-coronel Marcos Sarto, cerca de 80% ocorreram no verão.

Para Marcos Sarto, não é só chegar à praia e cair na água, o banhista, antes de tudo, deve buscar orientação sobre as condições do mar com um guarda-vidas, e, sempre, verificar a sinalização de alerta. Segundo o comandante, mesmo um mar aparentemente calmo, pode esconder armadilhas.

“Costumo dizer que o mar possui portas de entrada e saída e, por isso, o banhista deve buscar orientação sobre quais os pontos seguros para o banho. Um mar calmo pode causar a ilusão de que não há riscos, o que não é verdade, pois ele pode esconder valas que geram uma correnteza difícil de sair. Na maioria das vezes, banhistas menos experientes, por acharem que não há perigo, ignoram as placas que alertam para as correntezas e acabam caindo nessas valas. Sem conseguir sair, acabam se afogando”, explica o comandante.

Prova de que mar calmo não significa ausência de perigo é que o maior índice de afogamentos em Niterói acontece nas proximidades do Canal de Itaipu. Em Itacoatiara, devido às características do mar e à proximidade com o Costão, contudo, concentram-se os salvamentos mais difíceis. De acordo com o comandante, dependendo da complexidade, o guarda-vidas é orientado a chamar um helicóptero do Corpo de Bombeiros, que vem do Rio e chega em oito minutos às praias de Niterói ou até 12 às de Maricá.

Outra recomendação do tenente-coronel Marcos Sarto aos banhistas é evitar nadar em direção ao fundo, mas sempre paralelamente à margem. E outro fator que propicia altos riscos de afogamentos é a ingestão de bebidas alcoólicas.

“Nessa época do ano, principalmente durante o carnaval, é muito comum o banhista beber e cair na água, o que representa um risco muito grande. Também é preciso ter cuidado com a insolação, não ficando muito exposto ao sol, pois o corpo quente na água gelada pode causar um choque térmico”, alerta, acrescentando que a maioria dos afogamentos ocorre entre jovens do sexo masculino com idades entre 16 e 20 anos.

O comandante faz um apelo, ainda, para que os pais estejam atentos às crianças. Nessa época, o número de crianças perdidas, devido às praias cheias, tende a crescer, o que de certo modo atrapalha o trabalho do guarda-vida. Atualmente, o 4º Gmar dispõe de 150 guarda-vidas distribuídos em postos estratégicos ao longo da orla, desde a Praia de Icaraí até Ponta Negra, em Maricá.

Dicas para um banho tranquilo

- Não ingerir bebida alcoólica antes de entrar na água;

- Não mergulhar após lanches e refeições;

- Não se afastar da margem;

- Não tentar salvar pessoas em afogamento sem estar devidamente habilitado;

- Não deixar as crianças sem a companhia de um adulto responsável;

- Identificar nas proximidades a existência do guarda-vidas e permanecer próximo a ele;

- Olhar a sinalização do local, pois ela indicará se é ou não próprio para banho;

- Não fingir um afogamento porque as pessoas podem não dar importância a um acidente verdadeiro quando ele ocorrer;

- Chamar imediatamente o Corpo de Bombeiros caso aconteça algum imprevisto.

Fonte: O Fluminense

CAPITÃO É PRESO POR REIVINDICAR TRATAMENTO JUSTO A BOMBEIROS/RJ

Foi publicada no último boletim reservado do CBMERJ (27/01/2011) a punição de 12 DIAS de PRISÃO do Cap BM Lauro Botto, por reivindicar, através de uma mensagem de texto (SMS) enviada ao secretário Sérgio Côrtes, tratamento JUSTO aos verdadeiros BOMBEIROS que hoje estão subordinados à Secretaria de Estado de Saúde e Defesa Civil.
O anacronismo dos regulamentos disciplinares dos militares estaduais ainda permite que tais situações como essa ocorram, ao arrepio do que preconiza a Constituição Cidadã de 1988. Militares Estaduais do Rio de Janeiro (BBMM/PPMM) têm limitados direitos garantidos constitucionalmente e sequer têm respeitado seu direito a livre manifestação do pensamento.
E parece que a partir de agora o ex-tenente médico demissionário, ex-futuro ministro da saúde e investigado pelos ministérios públicos estadual e federal, secretário Sérgio Côrtes, começou a revelar a nova maneira de lidar com as legítimas reivindicações da tropa: PRISÃO!
O Capitão Lauro Botto foi candidato a Deputado Federal(PV/RJ) nas últimas eleições e atualmente é suplente à uma vaga na Câmara dos Deputados, onde tramita o projeto de criação de um piso salarial para bombeiros e policiais de todo o país (PEC 300), sendo o referido oficial BM um dos maiores entusiastas da matéria no estado do Rio de Janeiro. Desde o ano de 2007, o Cap Lauro Botto participa de movimentos reivindicatórios legítimos e pacíficos e, apesar de sua ficha disciplinar ser livre de qualquer advertência ou punição, já fora transferido de quartel por 5 vezes no últimos 03 anos.
Enquanto isso, continua o desrespeito às funções constitucionais do Corpo de Bombeiros Militar do Rio de Janeiro (UPA/SAMU/RecCadáveres), continua o desrespeito à hierarquia remuneratória dos militares estaduais (Op.Dengue, UPA, SAMU, "Boi-Lambeu", "350,00",...), continuam a perceber o PIOR SALÁRIO DO BRASIL, continua o desrespeito à paridade de vencimentos entre ativos e inativos do CBMERJ, continua a enorme insatisfação da tropa com o governo que declaradamente discrimina os BBMM, continuam sem Rio Card (auxílio-transporte) todos os Bombeiros do Rio de Janeiro e continua em um crescente sem fim a desmotivação de 99% dos "Homens de Cáqui" do CBMERJ.
E quem vai PRESO é o Capitão...

Fonte: Diário Bombeiro Militar

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Policiais poderão adquirir imóveis pela CEF mesmo com restrição ao crédito

Acordo foi firmado nesta sexta-feira durante a cerimônia de reingresso do Estado ao Pronasci.

Da Redação
Letra

Porto Alegre - Junto com o reingresso do Rio Grande do Sul ao Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci), efetivado nesta sexta-feira, no Palácio Piratini, com a presença do ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, foi firmado acordo de cooperação entre o governo do Estado e a Caixa Econômica Federal (CEF) para que policiais militares e civis possam financiar imóveis pelo banco. A iniciativa contempla os servidores estaduais que recebem até seis salários mínimos (R$ 3,2 mil). Os policiais poderão aproveitar os benefícios do Programa Minha Casa, Minha Vida, mesmo que tenham restrição ao crédito - com cadastro em órgãos como o Serasa e o SPC -, algo inédito no país.

Conforme o superintendente da CEF no Rio Grande do Sul, Valdemir Cola, milhares de policiais poderão ter o sonho da casa própria realizado. "A Caixa Econômica Federal tem cumprido sua função de proporcionar acesso à casa própria aos brasileiros. Em 2010, ultrapassamos a meta de 1 milhão de moradias. Somente no RS, foram investidos R$ 24,5 bilhões em habitação", destacou o superintendente, que comemora o acordo.

Um dos objetivos do Pronasci é proporcionar moradia digna aos servidores da segurança pública. As cartas de crédito poderão ser usadas para a compra de casas e apartamentos novos ou usados, terrenos e lotes urbanizados e imóveis na planta. Também é possível financiar a construção ou reforma da casa própria. O valor máximo da carta de crédito é definido conforme a capacidade de pagamento, observados os limites dos diferentes programas habitacionais.

As condições de financiamento são facilitadas e incluem quotas variáveis, até 100% do valor do imóvel, de acordo com o prazo contratado, que pode chegar a 30 anos, com taxas de juros especiais e prestações decrescentes. Não será exigida regularidade cadastral dos interessados.

Fonte: Diário de Canoas

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

MJ EAD divulga calendários SENASP EAD PRONASCI 2011


Senasp inscreve para Cursos de Educação à Distância que serão ministrados em 2011
Em 2005 foi criada pela Senasp/MJ, em parceria com a Academia Nacional de Polícia, a Rede Nacional de Educação a Distância - uma escola virtual destinada aos profissionais de segurança pública no Brasil, viabilizando o acesso à processos de aprendizagem, independentemente de limitações geográficas e sociais.

Os cursos EAD oferecidos pela Senasp são considerados cursos de capacitação, alinhados a orientação do decreto 5.707/2006 que "Institui a Política e as Diretrizes para o Desenvolvimento de Pessoal da administração pública federal direta, autárquica e fundacional, e regulamenta dispositivos da Lei nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990".
Para conhecer os cursos oferecidos clique aqui
No âmbito acadêmico, os cursos são aceitos como atividades complementares para os cursos de bacharelado ou licenciatura, de acordo com o regulamento de cada IES.
Confira o calendário para os cursos da Rede EAD Senasp – 2011:
Inscrições 1ª Parte
Ciclo 21 - De 27/01/2011 a 29/01/2011
Ciclo 22 - De 10/05/2011 a 12/05/2011
Ciclo 23 - De 16/08/2011 a 18/08/2011

Inscrições 2ª parte
Ciclo 21 - De 30/01/2011 a 31/01/2011
Ciclo 22 - De 13/05/2011 a 14/05/2011
Ciclo 23 - De 19/08/2011 a 20/08/2011

Validações das inscrições
Ciclo 21 - De 27/01/2011 a 08/02/2011
Ciclo 22 - De 10/05/2011 a 23/05/2011
Ciclo 23 - De 16/08/2011 a 29/08/2011

Período de Matrículas
Ciclo 21 - De 09/02/2011 a 18/02/2011
Ciclo 22 - De 24/05/2011 a 02/06/2011
Ciclo 23 - De 30/08/2011 a 08/09/2011

Divulgação das Turmas
Ciclo 21 - 19/02/2011 a 22/02/2011
Ciclo 22 - De 03/06/2011 a 06/06/2011
Ciclo 23 - De 09/09/2011 a 12/09/2011

Aulas 40 h
Ciclo 21 - De 23/02/2011 a 30/03/2011
Ciclo 22 - De 07/06/2011 a 12/07/2011
Ciclo 23 - De 13/09/2011 a 18/10/2011

Aulas 60 h
Ciclo 21 - De 23/02/2011 a 13/04/2011
Ciclo 22 - De 07/06/2011 a 26/07/2011
Ciclo 23 - De 13/09/2011 a 02/11/2011

Fechamento atividades tutoria
Ciclo 21 - De 14/04/2011 a 20/04/2011
Ciclo 22 - De 27/07/2011 a 02/08/2011
Ciclo 23 - De 03/11/2011 a 09/11/2011

Obs: A programação e as datas informadas podem sofrer alterações; Alunos novos e cadastrados só poderão se inscrever em um curso; Caso o limite de vagas não seja atingido na primeira etapa das inscrições, o aluno já cadastrado, que não tenha evadido no ciclo anterior, poderá solicitar inscrição em mais um curso, até o limite previsto de vagas.
A Rede possibilita aos policiais civis, militares, bombeiros, guardas municipais, agentes penitenciários, policiais federais e rodoviários federais, a educação continuada, integrada e qualificada de forma gratuita.

A Rede está implementada nas 27 Unidades da Federação por meio de 270 Telecentros já instalados nas capitais e principais municípios do interior.
Os cursos são disponibilizados através de ciclos. A cada ano realizam-se 3 ciclos de aulas dos quais participam, aproximadamente, 200 mil alunos por ciclo. São mobilizados dois mil tutores ativos para as mais de três mil turmas que contam com até 50 alunos por sala virtual.

Fonte: Blog do GCM Duarte

Cursos gratuitos: estado abre 110 mil vagas em todo o Rio

A Secretaria estadual de Ciência e Tecnologia e a Fundação de Apoio à Escola Técnica (Faetec) dão início nesta segunda-feira (17/01) as inscrições do maior programa de qualificação profissional do Estado do Rio de Janeiro. São mais de 110 mil vagas para 244 cursos gratuitos nas áreas de serviços pessoais, idiomas, turismo, vestuário, administração, metalmecânica, construção e reparos, informática e ensino à distância.

Os cursos estão divididos em 156 nos 62 Centros de Educação Tecnológia e Profissionalizante (Cetep) e 88 nos 24 Centros Vocacionais Tecnológicos (CVTs). Para saber qual está sendo oferecido em cada unidade, os interessados devem consultar o site da Faetec (www.faetec.rj.gov.br).

Além de cursos de qualificação profissional, também há 3.660 vagas para ensino à distância da Educação para Jovens e Adultos (EJA).

Cadastramento

Depois de escolhido o curso e a escola na qual deseja estudar, o candidato deverá fazer a inscrição diretamente na unidade de interesse até o dia 4 de fevereiro. O sorteio para preenchimento das vagas acontecerá nos dias 7 e 8 de fevereiro, nos CVTs e nos Ceteps, e será aberto ao público. A listagem será divulgada no site da Faetec no mesmo dia.

— Nosso objetivo é acabar com o déficit de mão-de-obra no Estado do Rio. Estamos abrindo essas vagas agora e, até o fim do ano, teremos mais 230 mil. Nosso objetivo é oferecer todos os anos 110 mil em janeiro e julho e 60 mil em maio e setembro — enumerou o secretário estadual de Ciência e Tecnologia, Alexandre Cardoso.

Requisitos

De acordo com o segmento de cada curso, a exigência de escolaridade pode ser o 7 ano do ensino fundamental ou o ensino médio. Para as turmas de informática básica e idiomas, a idade mínima exigida é 12 anos. Para os outros cursos, é preciso ter 16 anos completos.

As matrículas acontecerão de 9 a 15 de fevereiro. O início das aulas está marcado para o dia 21 de fevereiro.

Fonte: Extra

sábado, 15 de janeiro de 2011

VOLUNTÁRIO É ISSO!!!

Atenção senhores, eu e o Sargento Valdelei estamos tentando organizar um grupamento de voluntários para nos apresentarmos no QCG às 08:00 h de domingo para auxiliar nos trabalhos na Região Serrana, haja vista com certeza existirem companheiros lá com a necessidade de serem rendidos.
Solicitamos aos BM's que quiserem se voluntariar, sem prejuízo de sua escala, retornem este e-mail, com posto/graduação, nome de guerra e RG para podermos fazer uma relação e a algum oficial que puder, verificar junto ao comando das operações, no Central, se existe a necessidade de nossa ajuda e a possibilidade de transporte e material para o grupamento de voluntários e a necessidade de algum tipo de doação para facilitar o trabalho do pessoal nas operações de resgate para, se possível, tentarmos arrecadar alguma coisa.
Qualquer dúvida ou sugestão, aguardamos contato, bem como o retorno das solicitações.
QUALQUER AUXÍLIO QUE PUDERMOS OFERECER NESSA HORA COM CERTEZA SERÁ BEM VINDO.
Att.
CB BM SCHIRMER.

CONTATO: leiduarte_gv@hotmail.com

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Força Nacional auxiliará governo do Rio em resgates na região serrana

Brasília, 13/01/11 (MJ) – O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, se encontra às 11h30 desta quinta-feira (13) com a presidenta Dilma Rousseff, na base aérea do Galeão, no Rio de Janeiro, para juntos acertarem detalhes da ajuda do Ministério da Justiça aos resgates na região serrana do Rio, que sofre com as chuvas desde a madrugada da última terça-feira (11).

A pedido do governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, homens da Força Nacional de Segurança Pública (FNSP) embarcam ainda nesta quinta-feira para o estado para auxiliar nos resgates. Serão enviados 225 homens, sendo 80 bombeiros militares (especialistas em resgate), 130 policiais militares e 15 peritos, que vão auxiliar as autoridades fluminenses na identificação de corpos.

Fonte: MJ


O efetivo da Força Nacional será dividido em dois grupos. O primeiro embarca na Base Aérea da PF de Brasília com destino ao Rio às 11h30. O segundo pelotão embarca às 13h30. A secretária Nacional de Segurança Pública, Regina Miki, acompanhará os policiais na viagem. O grupo será recebido também às 15h na Base Aérea pelo ministro José Eduardo Cardozo.

As chuvas que caem há dias na região serrana do Rio de Janeiro já causaram centenas de mortes e deixaram milhares de pessoas desabrigadas.

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Enfim a Lei do estacionamento em shopping!!

A lei do estacionamento em Shoppings, já está vigorando.
'Lei Gratuidade de Estacionamento' - Lei Estadual nº 1209/2004.
A caixa do estacionamento sabe, porém, só faz se vc pedir.
É necessário que o valor da compra no shopping onde vc estacionou seja 10 vezes maior que o valor do estacionamento.
Exemplo:
Se o valor do estacionamento é de R$3,00 e vc gastou R$ 30,00 no shopping, com qualquer coisa, alimentação, roupa, ...
Peça o cupom fiscal e apresente ao caixa do estacionamento.
Eles terão que carimbar e validar o ticket, sem você precisar gastar nada mais.
Espalhem a informação, pois é Lei.
Apareceu inclusive no jornal da Globo.
Essa funciona mesmo, mas, é claro que os shoppings não farão propaganda disso!

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Policiais ocupam a Praça João Pessoa reivindicando a implantação da ‘PEC 300’

O primeiro protesto contra medidas adotadas pelo governo de Ricardo Coutinho (PSB) já começou a ganhar “corpo”. Mais de cento e cinquenta policiais já estão em frente ao Palácio da Redenção reivindicando o pagamento da “PEC 300 da Paraíba”.

O deputado federal Major Fábio (DEM), um dos organizadores do movimento, afirmou que apoiou o então candidato ao governo, Ricardo Coutinho, na esperança de que ele concederia melhorias salarias aos policiais, mas como não se “vendeu”, resolveu romper com o socialista.

O democrata lembrou que o pagamento da “PEC 300 da Paraíba” já está garantido no orçamento deste ano.

Ele classificou ainda como um “desrespeito” à Assembleia Legislativa, que aprovou a PEC, a atitude Ricardo de não conceder o benefício a sua categoria.

Participam da manifestação, policiais militares, civis, Corpo de Bombeiros e agentes penitenciários.

Fonte: ClickPB

Regina Miki é a nova chefe da Senasp

A presidente Dilma Rousseff (PT) publicou hoje no Diário Oficial da União a nomeação da ex-secretária de Defesa Social de Diadema, Regina Miki, como chefe da Senasp (Secretaria Nacional de Segurança Pública) do Ministério da Justiça.

Regina substitui Ricardo Balestreri com o desafio de fazer o mesmo que fez em Diadema: diminuir o número de homicídios e combater o crime organizado, de acordo com as metas traçadas pelo ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo.

Advogada e especialista em políticas de segurança pública, será responsável pelo Pronasci (Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania), que passa a integrar a Senasp a partir deste ano.

Durante sua gestão em Diadema - 2001 a 2008 - Regina conseguiu reduzir a taxa de homicídios da cidade em 78,61%. Ela já vinha trabalhando no Ministério da Justiça desde 2008, quando foi convidada pelo então ministro Tarso Genro (atual governador do Rio Grande do Sul) para ser secretária executiva da 1ª Conseg (Conferência Nacional de Segurança Pública).

Entre os trabalhos no governo federal, Regina cooperou para a reestruturação e reativação do Conasp (Conselho Nacional de Segurança Pública), da qual é presidente.

Fonte: Diário do Grande ABC

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Ministro da Justiça vai ouvir governadores sobre destino da PEC 300

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, declara em entrevista ao Jornal Regional da Rádio Tabajara Am desta segunda-feira (10), que vai aproveitar reunião com governadores sobre programa de combate ao crack, e preparar os caminhos para o destino da Proposta de Emenda Constitucional que cria um piso nacional para policiais e bombeiros, a PEC 300.

Segundo o ministro, só haverá acordo dentro de condições orçamentárias factíveis. "É uma PEC que precisa ser avaliada pelos governadores. Há vários problemas de resistência sobre ela, o que não significa que não buscaremos alternativas para equalizar a questão salarial. Dentro do próprio Pronasci (Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania), temos a questão das bolsas. Quero sentar e trabalhar essa questão, que é importante, mas temos que ser realistas. Vamos conversar com os governadores", relata Cardozo.

O assunto voltou ao debate nos últimos dias com a possibilidade de um movimento nacional de greve, em reivindicação a demora na aprovação da Proposta.

Fonte: Tabajara Notícias

Carta do Leitor: Policiais estão aguardando benefício

Alex Barbosa, por e-mail

Rio - O governo vive espalhando aos quatro cantos que está valorizando o policial, mas não é a realidade. O benefício bolsa-formação do Pronasci está levando quatro meses para ser analisado e liberado. Quando tive que interromper as minhas férias para combater o crime no Alemão, fomos tratados como heróis. Agora que está tudo tranquilo, não somos reconhecidos com a devida dignidade. Não ter o beneficio é como receber 30% a menos no salário.

Fonte: O Dia


domingo, 9 de janeiro de 2011

Comissão de Círculos de SUBTEN e SGT

Caro amigo, diante de tantas dúvidas quanto ao futuro dos praças que me procuram e como um dos representantes da Comissão de Círculos de SUBTEN e SGT, mesmo de férias compareci ao QG e consegui fazer contato com o Cel PM MILAGRES - CH EM ADM e levantei as seguintes questões:
SGT DA SILVA - Se existe previsão para a reunião de círculos ST/SGT, suspensa em novembro devido ao Complexo do Alemão.
CEL MILAGRES - Não existe qualquer previsão.
SGT DA SILVA - Quanto a alteração do Decreto da promoção por tempo de serviço.
CEL MILAGRES - Informou que vai ser alterado, e que alguns serão prejudicados e que mudanças sempre causam algum prejuízo a alguem, e que é totalmente contra esse tipo de promoção, que por ele o praça ingressaria SD e ao final da carreira após 30 anos receberia a graduação de Cabo, como era antigamente, que assim estimularia o praça a estudar e prestar os Concurso Internos CFS e CFC.
SGT DA SILVA - Que garantia teríamos de concursos internos pelo menos anuais e que suprisse a demanda de praças, já que o último CFS e CFC ocorreram em 2006, e a Corporação nunca manteve uma regularidade nos Concursos Internos, não ocorrendo em 2010 o QOA previsto no PAE/2010, e não tendo previsão no NPCE 2011.
CEL MILAGRES - Que o fato de constar ou não no PAE ou NPCE, não significa garantia que o curso ocorra ou não, pois existe nestas publicações somente uma previsão dos cursos, mas que diante das mudanças que estão sendo ainda estudadas novas legislações vão precisar ser editadas.
SGT DA SILVA - Quanto a lei 764/84, que trata da promoção por tempo de serviço dos 2º Ten ao posto de Capitão em 10 anos, ocorrendo nos dias de hoje, Capitão em 6 anos e Major 10 anos.
CEL MILAGRES - Informou que a princípio desconhecia a citada lei, e após informou que a mesma estava em desuso.
SGT DA SILVA - Informei como os oficiais são promovidos antes da previsão legal não existe questionamentos em relação a citada lei, mas em relação aos praças me parecia injusto não havendo simetria no tratamento, já que os praças em10 anos de efetivo serviço só recebem uma promoção e a graduação de cabo, enquanto o oficial recebe 5 (cinco) promoções no mesmo período.
CEL MILAGRES - Não há de se falar em simetria ou igualdade de tratamento, já que os oficiais do CFO estudam 3 anos e o praça se forma em 4 meses.
SGT DA SILVA - Quanto ao QOC e a extinção do QOA
CEL MILAGRES - Mesmo não tendo sido realizado em 2010 e não estando previsto no NPCE 2011, não será extinto, tendo em vista que o QOC vai ter função distinta do QOA, o Sargento com 3º Grau vai poder fazer o concurso para o QOC para trabalhar na atividade fim, e ao final atingir o posto de Major.
CONCLUSÃO: Conclui-se que haverá grandes mudanças, mas não deveremos sofrer por antecipação, já que segundo o CEL MILAGRES está havendo um amplo estudo para que essas mudanças, causem o menor prejuízo possível aos diretamente afetados. Acredito que seja levado em consideração o Principio da Legalidade e da Eficiência previstos no ART 37 da CRFB/ 88, a lei 5427/09 e principalmente que nos seja assegurado o exercício do direito de opinião previsto no Anexo da Portaria Ministerial SEDH/MJ Nº 02 de 15 dez 10, que estabelece Diretrizes Nacionais de Promoção e Defesa dos Direitos Humanos dos Profissionais de Segurança Pública.
Sugeri também a criação da Escola de Formação de Sargentos direcionada para o público interno, e enfatizei os prejuizos a Administração e aos graduados da não continuidade dos concursos de acesso ao QOA.
Vale lembrar que não tratou-se de uma reunião com o CEL Chefe do EM ADM, e sim o recebimento deste graduado por questão de cortesia por parte daquela autoridade.

____________________________________
Seja bem-vindo ao Grupo Luz Azul na PMERJ
Major Helio - Conselheiro

Bombeiros registram mais de 400 resgates nas praias do Rio neste sábado

O dia quente e alta estação aumentaram o número de resgates realizados pelo Corpo de Bombeiro. No sábado (8) 417 salvamentos foram realizados. Com temperaturas que chegaram até os 35,8º, segundo o Inmet (Instituo Nacional de Meteorologia), as praias ficaram cheias e o número socorros realizados foi maior que a média.

O maior número de ocorrências foram registradas nas praias da Cabo Frio, na região dos Lago. Os bombeiros realizaram 176 socorros durante o dia. As praias da zona sul carioca tiveram 139 ocorrências registradas.

Em Macaé, região dos lagos, foram 28 socorros. Angra registrou quatro ocorrências, nas praias de Niterói, na região metropolitana, 18 ocorrências foram atendidas pelos bombeiros. Em Saquarema, região dos lagos, oito foram oito registros. Em Parati foram registrados 30 socorros. Na Barra, oito casos foram registrados. Em Botafogo, seis socorros foram prestados.

Segundo informações do setor de comunicação dos Bombeiros, 417 ocorrências estão na média de atendimentos em um dia de fim de semana do verão. Entretanto, os números de resgates variam de acordo com as condições do mar.

sábado, 8 de janeiro de 2011

Transferencia de data PEC 300/446 05/01/11 - Reunião do Conselho de Entidades remarcada para o dia 11

A Cobrapol transferiu do dia 7 para o dia 11 de janeiro, próxima terça-feira, a primeira reunião de 2011 do Conselho Nacional de Entidades, que inicia os trabalhos com uma ação de convencimento na Câmara dos Deputados para que a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 446/09 retorne à pauta de votação do plenário da Casa.

A reunião também irá definir o calendário de ações, em especial a ordem das cidades em que serão realizados atos e manifestações pela aprovação da PEC que cria o Piso Salarial Nacional para os policiais civis, militares e bombeiros. As cidades são as mesmas que sediarão a Copa de 2014.

Fonte: Imprensa Cobrapol e Atenção Policial

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Projeto inclui Guarda Portuária no Pronasci e no Bolsa-Olímpica

Itagiba propõe a equiparação dos guardas portuários com os policiais civis e militares.
Tramita na Câmara o Projeto de Lei 7171/10, do deputado Marcelo Itagiba (PSDB-RJ), que inclui os integrantes da Guarda Portuária entre os beneficiários do programa Bolsa-Olímpica, instituído pelo Decreto 7.081/10.
O programa prevê uma série de vantagens e treinamentos para determinadas categorias de policiais, com vistas a oferecer melhores condições de segurança à realização da Olimpíada de 2016, no Rio de Janeiro.
Itagiba diz ter solicitado a inclusão ao Ministério da Justiça, que a recusou sob o argumento de que a Guarda Portuária não é beneficiada pelo Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci - Lei 11.530/07).
O objetivo do projeto, assim, é inserir a Guarda Portuária no Pronasci e, em decorrência, também no programa Bolsa-Olímpica. A Guarda Portuária é subordinada à Secretaria Especial de Portos, organismo diretamente vinculado à Presidência da República. Sua atribuição é garantir a segurança dos portos brasileiros.
Porte de arma
Segundo o Ministério da Justiça, a inclusão da Guarda Portuária fere o princípio da legalidade administrativa – artigo 37 da Constituição. Por este princípio, a administração pública só pode agir quando autorizada expressamente por lei, "a fim de evitar favoritismos, perseguições ou tratamentos não igualitários". Estando fora do Pronasci, explica o ministério da Justiça, a Guarda Portuária não pode ingressar no programa Bolsa-Olímpica.

O deputado Marcelo Itagiba discorda. Ele argumenta que os integrantes da Guarda Portuária têm direito a porte de arma e, sendo assim, não poderiam ser excluídos, "senão por um mero lapso do Executivo federal".
Itagiba lembra que os portos são locais de trânsito de inúmeras pessoas e que a entidade concessionária pode aplicar penalidades, exercendo poderes inerentes às autoridades, inclusive o de polícia, representado pela Guarda Portuária.
"Por se configurar atividade-fim da administração do porto, a Guarda Portuária é organizada pela autoridade portuária e não se confunde com a vigilância patrimonial", diz o deputado.
E conclui defendendo a equiparação dos agentes da Guarda Portuária aos integrantes das polícias Militar e Civil, do Corpo de Bombeiros, dos agentes penitenciários, dos agentes carcerários e dos peritos, "como forma de contribuir com a valorização também desses profissionais".
Tramitação
Sujeito à apreciação conclusivaRito de tramitação pelo qual o projeto não precisa ser votado pelo Plenário, apenas pelas comissões designadas para analisá-lo. O projeto perderá esse caráter em duas situações: - se houver parecer divergente entre as comissões (rejeição por uma, aprovação por outra); - se, depois de aprovado pelas comissões, houver recurso contra esse rito assinado por 51 deputados (10% do total). Nos dois casos, o projeto precisará ser votado pelo Plenário., o projeto foi distribuído às comissões de Trabalho, de Administração e Serviço Público; de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Íntegra da proposta:

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Dilma deverá discutir segurança com governadores

A presidente Dilma Rousseff deverá fazer uma reunião com todos os governadores do país logo no início do governo para discutir um pacto nacional de segurança, segundo informações do deputado José Eduardo Cardozo, que tomará posse como ministro da Justiça neste sábado após a posse da petista.
Em entrevista no Congresso, ao chegar para assistir o discurso e posse de Dilma, ele disse que o combate ao crime organizado será o principal desafio de sua gestão no ministério da Justiça. “Tem que ser enfrentado com determinação, coragem, sem arrogância, sem a idéia de que os fatos midiáticos solucionam os problemas. Temos que articular políticas com os estados, sejam os governadores da oposição ou não, com prefeitos, pactuar com o legislativo e com o judiciário. Temos que dar respostas de estado, e não respostas políticas, eleitorais, corporativas.

BlogdoLomeu

segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

PROPOSTA DE EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 24/2008

EMENTA:
ALTERA O INCISO I DO ART.92 DA CONSTITUIÇÃO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO.
Autor(es): Deputado PAULO RAMOS
A ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
RESOLVE:
Art.1º - O inciso I do artigo 92 da Constituição do Estado do Rio de Janeiro passa a vigorar com a seguinte redação:
"Art.92 - (...)
I - O soldo do soldado da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar não poderá ser inferior ao salário mínimo regional fixado em Lei Estadual para os empregados integrados na categoria II."
Art.2º - Esta Emenda Constitucional entrará em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.
Plenário Barbosa Lima Sobrinho, 04 de março de 2008.
Deputado PAULO RAMOS
JUSTIFICATIVA
A Emenda Constitucional em questão objetiva a equiparação salarial dos soldados da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar com o que já é instituído por Lei.

Senhores, enquanto a PEC 300 não sai essa seria uma alternativa de melhora da nossa situação. Que tal se procurássemos os deputados estaduais que demonstram estar do nosso lado e tentássemos fazer com que eles desencavassem esse projeto??
Veja como ficaria o salário de um soldado se o soldo fosse 1 salário mínimo vigente (510,00).

Soldo - 510,00

I.H.P 122% - 622,20

Aux. Moradia 75% - 382,50

*Total Bruto - 1514,70

* Os valores referem-se a soldado sem triênio e sem dependentes.
Fonte: ANDRÉ SCHIRMER.

domingo, 2 de janeiro de 2011

Ministro propõe pacto nacional para combate ao crime organizado

Brasília, 02/01/10 (MJ) – As prioridades da gestão de José Eduardo Cardozo no Ministério da Justiça serão o combate ao crime organizado, às drogas e a redução da criminalidade. Em sua primeira fala como Ministro da Justiça, ele elogiou gestões anteriores da pasta e revelou as principais linhas de ação que o ministério deve adotar a partir de agora.

O ministro planeja realizar, em fevereiro, reunião com os governadores dos estados brasileiros para iniciar um processo de articulação institucional e integração de ações para o combate ao crime organizado e à violência. Cardozo avalia que o atual momento brasileiro permite planejar uma grande articulação e aposta na parceria com todos, inclusive os governadores de partidos de oposição.

“Uma intervenção séria de combate ao crime organizado apenas será exitosa se conseguirmos articular ações preventivas e repressivas que, bem pactuadas e executadas, envolvam a União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios”, destacou.

Sobre o caso Battisti, o ministro disse que não acredita em retaliação por parte do governo italiano e ressaltou que a decisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi tomada em consonância com o parecer da Advocacia Geral da União (AGU) e com o Supremo Tribunal Federal (STF): “A decisão foi correta e soberana. É natural que haja discordâncias e as respeitamos, mas estou seguro das razões jurídicas que orientaram o processo”.

O ministro também afirmou que a unificação das polícias é uma tese polêmica devido às diferentes realidades regionais, mas destacou que é hora de acabar com as rivalidades corporativas que enfraquecem as próprias corporações. Sobre o policiamento de fronteiras, Cardozo defendeu articulação, integração e entendimento com os países vizinhos, inclusive com apoio financeiro para o desenvolvimento de ações.

“É impossível combater o crime organizado sem fortalecer as fronteiras e talvez tenhamos que subsidiar iniciativas. O mais importante é trabalhar de maneira integrada”, afirmou. Cardozo também defendeu a adoção da chamada Lei da Ficha Limpa para o preenchimento de cargos no poder Executivo; o fortalecimento da parceria com as forças armadas; e mostrou-se fortemente contrário ao Projeto de Lei sobre legalização dos bingos que tramita no Congresso Nacional.

“O projeto é nocivo aos interesses públicos e o texto original é ainda pior que o substitutivo que foi rejeitado pelos parlamentares. As salvaguardas contra a lavagem de dinheiro são absurdas. Não se pode combater o crime organizado sem asfixiá-lo financeiramente”, reforçou Cardozo.

Em torno da preparação do País para a Copa de 2014 e Olimpíadas de 2016, ele conclamou toda a sociedade e partidos para a convergência de esforços। O ministro também prometeu fortalecer e ampliar o Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci) – que articula políticas repressivas e preventivas para a redução da criminalidade – e fortalecer a Polícia Federal como uma instituição de atuação republicana, apartidária, de Estado.

फोंते: MJ

Novo ministro da Justiça dará prioridade ao combate ao tráfico

Ao receber o cargo do antecessor, Luiz Paulo Barreto, o novo ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, reiterou neste domingo que o combate ao tráfico de drogas e ao crime organizado será o principal foco da sua gestão.

Na solenidade de transmissão de cargo, no Ministério da Justiça, ele informou que se reunirá a partir de amanhã com os secretários da pasta para definir as ações prioritárias a serem implementadas. Cardozo reafirmou que vai ampliar o Pronasci (Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania), intensificar o policiamento nas fronteiras e dar mais atenção à PF (Polícia Federal).

"A Polícia Federal deve seguir a mesma linha, não pode ser a política de um governo, mas [deve ser] de um Estado inteiro."

Na solenidade, o novo ministro disse que será rigoroso com o trabalho de todos os secretários. Além do novo diretor-geral da PF, Leandro Daiello Coimbra, já foram definidos os nomes de seis secretários da pasta.

A Secretaria Nacional de Segurança Pública será comandada por Regina Niki, que presidiu o Conasp (Conselho Nacional de Segurança Pública). Luiz Paulo Barreto reassumirá a Secretaria Executiva e Paulo Abrão, que presidiu a Comissão de Anistia, ficará à frente da Secretaria Nacional de Justiça.

A Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas, que era ligada à Presidência da República e passará para a estrutura do Ministério da Justiça, será comandada por Pedro Abramovay, que era secretário nacional de Justiça.

Para a Secretaria de Direito Econômico, foi indicado Vinícius de Carvalho e para a de Assuntos Legislativos, Marivaldo Pereira, que era secretário de Reforma do Judiciário.

Fonte: Diário do Grande ABC

Governador do Rio afirmou que investimento em educação e combate à violência serão prioridades no 2º mandato. Cerimônia na Alerj contou com mais de mi

O governador reeleito Sérgio Cabral Filho afirmou, durante o discurso de posse na tarde deste sábado, que vai manter fortes investimentos em saúde, educação, cultura, esportes, transportes e meio-ambiente, mas ressaltou que nenhuma dessas ações fará sentido enquanto qualquer comunidade do Rio ainda esteja sob o controle de traficantes ou milicianos. Ele prometeu que, até 2014, o Rio estará livre do poder paralelo e garantiu que não dará trégua para os criminosos.

Cabral Filho foi empossado junto com o vice-governador Luiz Fernando Pezão para mais quatro anos de mandato à frente do Governo do Estado do Rio de Janeiro. Durante a solenidade, na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), Cabral fez questão de agradecer ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pelo apoio ao Estado e reafirmou que sem a parceria com o Governo Federal, o Rio não teria conquistado os avanços dos últimos anos.

Em mais de 40 minutos de discurso, o governador reafirmou o compromisso com a segurança pública e comemorou fato de o Rio ter sido, em novembro, pela primeira vez, o estado que mais gerou empregos em todo o Brasil.

“Há quatro anos, assumia o nosso primeiro mandato com o Rio de Janeiro em pânico, assustado, com mais de 50 vítimas do terror. Estou feliz de termos podido virar esta página e dizer para o Brasil que a memória de Tim Lopes foi honrada”, discursou Cabral.

O governador começou seu discurso agradecendo ao presidente da Assembléia Legislativa, Jorge Picciani (PMDB), que comandou a cerimônia, e ao presidente do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, Luis Zveiter. Cabral fez questão de afirmar que o respeito entre os três poderes do Estado foi fundamental para restabelecer o respeito ao Rio.

Antes da cerimônia, o governador se reuniu com o presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Jacques Rogge, e com o presidente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), onde reafirmou os compromissos assumidos para a realização das Olimpíadas 2016.

“Recebemos a aprovação do Comitê Olímpico. O Rio está fazendo o seu papel e reafirmei a eles que a cidade nunca mais será a mesma depois das Olimpíadas”, afirmou.

Poucos populares marcaram presença na porta da Alerj, mas o patrulhamento foi reforçado na região. Bombeiros e policiais militares realizaram uma manifestação no local em defesa da aprovação da PEC 300, que prevê a criação de um piso salarial para a categoria, mas não houve registros de confusão.

No final da cerimônia, que reuniu 1.200 convidados, o governador seguiu para Brasília para acompanhar a posse da presidente Dilma Rouseff (PT).

Fonte: O Fluminense

PEC 300: O FINAL DA SAGA EM 2011 Leia mais: http://concursopolicial.blogspot.com/2011/01/pec-300-o-final-da-saga-em-2011.html#ixzz19q7HZj9z

Piso de Policiais e Bombeiros deve ser prioridade da Câmara em 2011

A votação da proposta que estabelece um piso nacional para os Policiais Militares, Civis e Bombeiros Militares (PECs 446/09 e 300/08) é uma das prioridades da Câmara no início da próxima legislatura. A previsão é do presidente da Câmara, que também é candidato à Presidência da Casa a partir de 2011.

A medida chegou a ser aprovada em primeiro turno na Câmara em março de 2010, mas ainda é necessária a aprovação em segundo turno, por se tratar de uma proposta de emenda à Constituição (PEC). O que dificulta essa segunda etapa de votação é que o custo do piso unificado chega a R$ 43 bilhões. E, desse valor, R$ 20 bilhões teriam que ser arcados pelos governos estaduais, que garantem não ter como assumir esse compromisso.

Segundo o autor da PEC 300, havia um acordo para votação do texto em segundo turno antes do fim do ano, mas esse acordo foi descumprido. "Nós insistiremos agora na votação em 2011 e no compromisso do então presidente de que será formada uma comissão para discutir com os governadores a forma de implementação e implantação do piso", disse. O parlamentar ressaltou que o salário inicial de um Policial Militar no Rio de Janeiro é R$ 900,00, o que representa R$ 30,00 por dia. "É menos do que uma diarista. Isso é uma heresia, pelo trabalho que ele faz", complementou.

Na avaliação do deputado, faltou negociação para a aprovação da medida. "O problema é que querem um supersalário para todo o Brasil, e os governadores fazem suas contas, veem que não é possível e barram o projeto inteiro. No fim, você deixa de pagar o salário dos estados que poderiam pagar."

Já o deputado (SP), não vê polêmica na proposta após o acordo com a polícia do País inteiro para que o piso não seja mais de R$ 3.500,00, valor que dificultava a negociação. "Ficou acertado entre as lideranças da Câmara e as lideranças do movimento da polícia que, seis meses após a aprovação da proposta, o governo deve encaminhar ao Congresso um projeto de lei para regulamentar o piso. Portanto, é uma coisa que ainda vai demorar para acontecer", ressaltou.


Estados são contrários:
Tanto os governadores aliados à presidente quanto os de oposição são contrários à proposta. Segundo o governador reeleito da Bahia, a PEC é uma intromissão no orçamento dos estados e fere o princípio federativo, uma cláusula pétrea da Constituição. "Além de impor uma despesa, acaba sendo uma violência à liberdade de cada ente da Federação de fazer sua gestão de pessoal", garante.

A proposta acrescenta dois parágrafos ao artigo 144 da Constituição. Um deles estabelece a existência de um piso nacional para Policiais e Bombeiros Militares. O outro prevê uma lei que regulará o valor do piso e de um fundo contábil para financiar o pagamento do salário.

O texto principal foi votado em março, mas faltam quatro destaques que modificam bastante a proposta aprovada, inclusive as questões fundamentais do acordo: dois destaques retiram do texto o valor do piso, estabelecido na proposta em R$ 3,5 mil para os ocupantes de cargos básicos e em R$ 7 mil para os cargos de direção; e outros dois derrubam o fundo e a participação da União nos pagamentos.
Mais informações através do endereço eletrônico www.camara.gov.br.

Leia mais: http://concursopolicial.blogspot.com/2011/01/pec-300-o-final-da-saga-em-2011.html#ixzz19q7O8JmB

sábado, 1 de janeiro de 2011

Sai calendário de pagamento do estado para 2011

A Secretaria estadual de Planejamento divulgou o calendário de pagamento dos 420 mil servidores estaduais para 2011. A grande novidade é a antecipação dos salários de dezembro das 90 mil pensionistas. Todas elas terão o último salário do ano depositado antes do Natal, entre os dias 19 e 23, de acordo com o grupo.

Para os inativos e ativos, nenhuma mudança. Eles vão continuar recebendo no primeiro e no segundo dias úteis de cada mês, respectivamente. Já para o pagamento do 13º salário, as da$serão as seguintes: no dia 29 de julho, será repassado o valor integral para quem ganha até R$ 950 e a metade para os que recebem acima deste valor. Em 19 de dezembro, sairá a segunda parcela para os servidores com renda superior a R$ 950. O calendário será publicado no Diário Oficial do próximo dia 3.

Veja as datas:

SERVIDORES INATIVOS: 3 de janeiro, 1º de fevereiro, 1º de março, 1º de abril, 2 de maio, 1º de junho, 1º de julho, 1º de agosto, 1º de setembro, 3 de outubro, 1º de novembro e 1º de dezembro.

SERVIDORES ATIVOS: 4 de janeiro, 2 de fevereiro, 2 de março, 4 de abril, 3 de maio, 2 de junho, 4 de julho, 2 de agosto, 2 de setembro, 4 de outubro, 3 de novembro e 2 de dezembro.

PENSIONISTAS

Janeiro: 25 (0 e 1), 26 (2 e 3), 27 (4 e 5), 28 (6 e 7) e 31 de janeiro (8 e 9)

Fevereiro: 22 (0 e 1), 23 (2 e 3), 24 (4 e 5), 25 (6 e 7) e 28 de fevereiro (8 e 9)

Março: 25 (0 e 1), 28 (2 e 3), 29 (4 e 5), 30 (6 e 7) e 31 de março (8 e 9)

Abril: 25 (0 e 1), 26 (2 e 3), 27 (4 e 5), 28 (6 e 7) e 29 de abril (8 e 9)

Maio: 25 (0 e 1), 26 (2 e 3), 27 (4 e 5), 30 (6 e 7) e 31 de maio (8 e 9)

Junho: 24 (0 e 1), 27 (2 e 3), 28 (4 e 5), 29 (6 e 7) e 30 de junho (8 e 9)

Julho: 25 (0 e 1), 26 (2 e 3), 27 (4 e 5), 28 (6 e 7) e 29 de julho (8 e 9)

Agosto: 25 (0 e 1), 26 (2 e 3), 29 (4 e 5), 30 (6 e 7) e 31 de agosto (8 e 9)

Setembro: 26 (0 e 1), 27 (2 e 3), 28 (4 e 5), 29 (6 e 7) e 30 de setembro (8 e 9)

Outubro: 24 (0 e 1), 25 (2 e 3), 26 (4 e 5), 27 (6 e 7) e 28 de outubro (8 e 9)

Novembro: 24 (0 e 1), 25 (2 e 3), 28 (4 e 5), 29 (6 e 7) e 30 de novembro (8 e 9)

Dezembro: 19 (0 e 1), 20 (2 e 3), 21 (4 e 5), 22 (6 e 7) e 23 de dezembro (8 e 9)

Fonte: Extra