terça-feira, 31 de maio de 2011

Perpétua mobiliza militares para pressionar votação

A deputada federal Perpétua Almeida (PCdoB), se reuniu com representantes de todas as associações militares para organizar a ida de um grupo deles à Brasília para pressionar a votação da PEC 300.

PEC 300

No Congresso, prevalece a pressão, diz deputada aos militares acreanos

A reunião aconteceu no restaurante dos Bombeiros. A deputada acreana que integra a Comissão de Segurança Pública da câmara dos deputados, provocou a reabertura das discussões sobre o Projeto de Emenda que beneficia os militares de todo o país com a isonomia salarial.

Ao contrário piso nacional da educação que provocou diversas ações na justiça por parte de governadores que alegavam não ter como pagar um piso nacional, a PEC 300 prevê a criação de um Fundo Nacional subsidiado pelo governo federal por um período de 10 anos, para os estados que comprovadamente não tiverem como pagar o aumento salarial previsto. Isso faz com que os próprios governadores passem a aderir ao movimento dos policiais, porque vão receber mais verbas, se for aprovada.

"No congresso ganha quem gritar mais forte. Eu não tenho dúvida que se quinhentos policiais forem fazer barulho no congresso a PEC será aprovada. Mas é preciso mobilizar. É preciso envolver toda a bancada federal nessa luta. Eu sozinha não consigo e por outro lado não tenho mais condições emocionais de conversar com as esposas dos policiais e ouvir o quanto os salários estão aquém das necessidades", desabafou a deputada comunista.

A idéia é levar uma delegação do Acre para participar da audiência pública para discutir a situação financeira dos trabalhadores civis e militares da área de segurança, marcada para esta terça-feira (31), em Brasília, que também debaterá a PEC 300.

Para a ocasião espera-se a presença de no mínimo 500 policiais em Brasília para forçar a votação da PEC em segundo turno. Os militares do Acre garantiram a participação no evento e se comprometeram a buscar auxílio dos outros deputados federais e até estaduais, uma vez que a deputada Perpétua Almeida garantiu além da acomodação na capital federal, uma passagem de ida e volta tirada do salário dela.

"Vamos nos organizar a partir de agora e já sair em busca do que precisamos para essa viagem" garantiu o militar Abrahão Puppo.

Fonte: Vermelho