quarta-feira, 6 de julho de 2011

PMs E BMs CONTINUAM A LUTA PELA PEC 300

Neste momento, os deputados da Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado (CSPCCO) da Câmara dos Deputados e os representantes dos policiais e bombeiros militares de todo o país estão reunidos no plenário 06 do Anexo II para dar continuidade à pressão pela inclusão da Proposta de Emenda a Constituição n.º 300/2008 na pauta do plenário da Casa. A PEC trata do piso nacional dessas categorias.

Pela manhã, os líderes do movimento delimitaram as estratégias na sala de reuniões da CSPCCO. Entre as várias decisões, o grupo estabeleceu a criação de cinco coordenadorias regionais (norte, nordeste, centro-oeste, sudeste e sul), bem como a criação da Confederação Nacional Provisória que agrega todas as associações que queiram colaborar com a PEC 300/08.

Além disso, irão elaborar material didático de convocação, esclarecimento e divulgação da proposta e criarão uma comissão de estudos atuariais, para calcular o real valor do impacto financeiro dos gastos por Estado.

Um grupo irá solicitar a assinatura pessoalmente dos três líderes que ainda não assinaram o requerimento. Durante a reunião realizada ontem (05), Mendonça Prado sugeriu o apoio dos líderes partidários na assinatura de um requerimento no sentido de pressionar a inclusão da proposta na ordem do dia para votação em segundo turno, logo após a retirada da urgência do projeto que cria o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego - PRONATEC.

Presentes, os deputados Lincoln Portela, líder do bloco PR, PRB, PTdoB, PRTB, PRP, PHS, PTC, PSL, Lourival Mendes, líder do PTdoB e Antônio Carlos Magalhães Neto, Líder do DEM se manifestaram prontamente a favor do requerimento. 11 líderes já assinaram, faltando apenas os líderes do PT, PSDB e PMDB.

Fonte: Faxaju