sábado, 2 de julho de 2011

Vitalzinho diz que PMDB vota a favor de PEC 300 e pressiona: quer Maranhão em cargo federal

O senador Vital do Rego (PMDB) falou nesta sexta (1) ao portal paraiba.com.br e afirmou que o PMDB vai votar a favor da PEC 300 e lutar para que José Maranhão (PMDB) ocupe um cargo federal.

De acordo com o Senador o PMDB vai apoiar a PEC 300 se for para a votação e afirmou que o partido tem um compromisso com o Brasil por ser governo, “mas principalmente aqueles que se sentem comprometidos com a área de segurança pública”, diz.

Vitalzinho afirmou que a Paraíba já havia votado uma proposta similar a PEC 300. Ele criticou o governo dizendo que houve retrocesso, mas garante que vai pressionar para que o tema volte à ordem do dia no Congresso Nacional e “pelo menos o meu voto eles têm”, afirma.

O peemedebista afirmou que José Maranhão (PMDB) é prioridade de todos do partido, e que espera que o ex-governador ocupe um cargo federal. “Quem está mais preocupado que Maranhão ocupe esse cargo, somos nós, são 50 anos de vitória na vida pública, mas nós queremos espaço para o PMDB que é um partido majoritário”, diz.

De acordo com o senador, a base de sustentação do partido na Paraíba tem nove votos, sete no congresso nacional e dois no senado. “Somos uma base fortíssima de apoio a presidenta Dilma e temos todo direito de reivindicar”, ressalta.

Vitalzinho descarta qualquer aliança com Cássio Cunha Lima (PSDB) e afirmou que tem 22 anos de luta e de independência de posições e que com isso ele tem liberdade para falar bem de um franco adversário na história que ele faz parte, o São João de Campina Grande. “Enivaldo Ribeiro, ex-deputado; Ronaldo Cunha Lima, ex-senador, Cássio Cunha Lima e Veneziano Vital do Rego fazem parte, cada um no seu tempo, cada um no seu modo”, explica.

O senador aproveitou para parabenizar o irmão pelo evento grandioso e alfineta a falta de patrocínio do estado “enquanto em Caruaru o governador Eduardo Campos (PSB) arrumou R$ 4 milhões para fazer o São João e aqui a gente na míngua”, declarou o senador, ignorando que em Pernambuco Campos está na sua segunda gestão.

Fonte: Paraíba.com.br