terça-feira, 6 de março de 2012

Petrobras abre 1.192 vagas para cursos profissionais no Estado

O sexto ciclo do Programa de Mobilização da Indústria Nacional de Petróleo e Gás Natural (Prominp) oferecerá 11.671 vagas para cursos profissionais gratuitos que atendam a essa cadeia. O Rio Grande do Sul é o segundo estado com maior número de oportunidades, 1.192, ficando atrás apenas do Rio de Janeiro, com 4.602. As perspectivas do novo ciclo do Prominp foram apresentadas ontem, na sede da Petrobras, no Rio de Janeiro, pela presidente da estatal, Graça Foster.

A qualificação dessa mão de obra é voltada, principalmente, para atender a demandas apresentadas por empreendimentos encomendados ou desenvolvidos pela Petrobras. Graça Foster ressaltou que, no Rio Grande do Sul, os projetos que proporcionarão os novos empregos são a modernização da refinaria Alberto Pasqualini (Refap) e as construções das plataformas P-58 e P-63, além de oito cascos FPSO (unidade flutuante de produção, armazenamento e transferência de petróleo) que serão implementados no polo naval de Rio Grande.

As inscrições para o processo de seleção pública do Prominp começam amanhã e vão até o dia 18 de março, para isentos, e 12 de abril para os demais. No Estado, os cursos serão realizados em Porto Alegre, Canoas, Pelotas e Rio Grande. O edital está publicado no Diário Oficial da União (DOU) de ontem. Para os cursos de nível básico, a inscrição custará R$ 25,00. Nos níveis médio e técnico, R$ 42,00. Para as categorias de nível superior, o valor será de R$ 63,00.

Para concorrer a uma das vagas oferecidas, o candidato deve ter idade igual ou superior a 18 anos e preencher os pré-requisitos do curso desejado. As inscrições podem ser feitas no site do Prominp (www.prominp.com.br), ou nos postos de inscrição credenciados, listados no edital. O processo será executado pela Fundação Cesgranrio. Serão 7.335 vagas para cursos gratuitos de nível básico; 3.706 para os de nível médio e técnico; e 630 para as categorias de nível superior. Entre as funções que poderão ser exercidas pelos formados encontram-se caldeireiro, encanador industrial, desenhista projetista de estrutura naval e outras. A participação no curso não garante uma colocação no mercado de trabalho para o aluno. No entanto, conforme o assessor da presidente para conteúdo local e Prominp da Petrobras, Paulo Alonso, é de 67% o percentual de pessoas que fazem os cursos e conquistam um cargo dentro do setor de petróleo e gás.

Para a realização deste ciclo do Prominp, serão investidos cerca de R$ 45 milhões. Até fevereiro deste ano, já havia sido concretizado um investimento de R$ 218,5 milhões, com a qualificação de 80.463 pessoas. Conforme dados divulgados pela Petrobras, até 2015 será necessária a qualificação de mais 212.600 trabalhadores, o que deve absorver cerca de R$ 564 milhões.

Petrobras descarta aumento da gasolina e do diesel

A presidente da Petrobras, Graça Foster, afastou a possibilidade de aumento nos preços da gasolina e do diesel a curto prazo. Segundo ela, a cotação de US$ 123 por barril do petróleo não pode ser considerada um patamar permanente e por isso não altera a política de longo prazo de ajustes. “US$ 123 não é patamar, é pico. E a política de preços da Petrobras não será alterada”, disse Graça.

A dirigente informou que no momento não há nenhuma conversa entre Petrobras e governo para o possível ajuste de preços. O diesel e a gasolina representam 60% da receita da companhia.

Para saber com qual combustível vale a pena abastecer, basta multiplicar o preço da gasolina por 0,7. Se o valor for superior ao do etanol, então é hora de optar pelo álcool.